Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Celso Roth lamenta excesso de lesões e elogia argentino Martinuccio

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Os jogadores do Cruzeiro se reapresentaram na tarde desta terça-feira na Toca da Raposa, e deram início a preparação para o jogo contra o Internacional, marcado para o próximo sábado, às 18h30, no estádio Melão, em Varginha. O grande problema para o técnico Celso Roth é o excesso de atletas entregues ao departamento médico.

Wellington Paulista e Wallyson não treinaram nesta terça-feira, os dois jogadores fizeram exames e o resultado ainda não foi divulgado. O volante Charles sente no tornozelo direito, e os também volantes William Magrão e Sandro Silva não tem previsão de serem liberados pelo DM. Celso Roth aguarda pelo menos a liberação do lateral Ceará, mas acredita que dificilmente ele terá condições de jogo.

“O Wellington e o Wallyson fizeram exames, o Charles está praticamente fora, mas ainda temos uma esperança. O Mateus provavelmente volta amanhã. O Ceará provavelmente fora. O Willian (Magrão) está fora. O Sandro (Silva) também. Fabinho também. E assim vai. O Lucas Silva e o Tinga, suspensos. Então, estamos iniciando a semana com uma expectativa não muito boa, mas, é neste momento que o grupo tem que falar mais alto”, declarou.

Com vários problemas, o argentino Martinuccio deve estrear na partida contra o Internacional, o jogador, inclusive, ganhou elogios do treinador cruzeirense. “O Martinuccio é um jogador altamente técnico, tem uma velocidade boa, joga pelo lado do campo, faz a função do meia também e, por incrível que pareça, mesmo sendo canhoto, no Peñarol-URU ele jogava no ataque pelo lado direito, o que é bom. Conheço bem o Martinuccio, porque trabalhava no Internacional, estava perto do Uruguai, e fizemos até um amistoso contra”, comentou.

Celso Roth, porém, pediu calma para a torcida já que Martinuccio ainda não tem 100% das condições físicas. “É um jogador que vai sim qualificar, porque tem o drible, taticamente é importante também, pois sabe fazer a função como meia e também como atacante, é um jogador que acrescenta. É certo que falta a prática. Vamos ter calma, pois ele está trabalhando com a gente há duas semanas, não está ainda 100%”, afirmou.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade