Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Wilson admite falhas em gols do Palmeiras; Técnico exalta história

Florianopolis (SC)

Um dos principais ídolos do Figueirense nos últimos anos, o goleiro Wilson viveu uma noite complicada no estádio Orlando Scarpelli. Em dois gols na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, que deixou o Figueira na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, o capitão acabou falhando e saiu vaiado pela torcida, algo raro nos cinco anos defendendo a meta do clube.

Sem se esconder, Wilson aceitou conceder entrevista coletiva após a partida e se mostrou humilde para reconhecer os erros. “Tem dia que as coisas acabam não dando certo. Não fui bem hoje, mas não foi a primeira vez e não foi a última. Faz parte da nossa profissão, principalmente na minha posição. Sei que estou sujeito e sei lidar com isso”, declarou.

Para seguir em frente sem se abalar, o goleiro busca inspiração em fases adversas enfrentadas por grandes goleiros do País. “Nessa semana eu li pela internet o que aconteceu com o Fábio no Cruzeiro, aconteceu também com o Fernando Prass, um dos melhores no Campeonato Brasileiro do ano passado. Escuto, leio e respeito a opinião de todos, agora vou procurar trabalhar sério, como sempre fiz, para dar a resposta dentro do campo”, destacou.

A humildade de Wilson voltou a aparecer quando ele se propôs a explicar os gols em que cometeu falhas diante do Palmeiras. “Falha minha mesmo foi no segundo gol, porque saí errado e perdi o tempo de bola, nem vi quem fez o gol. No terceiro, eu subi para cortar e infelizmente a bola caiu com o Marcos Assunção. Como eu freei uma possível reação, acabei ficando marcado”, admitiu.

Quem também concedeu entrevista coletiva foi o técnico Márcio Goiano, que preferiu exaltar os feitos do goleiro pelo Furacão. “O Wilson já salvou o Figueirense diversas vezes, salvou há algumas rodadas e tem sua história dento do clube. É uma pessoa que representa muito bem o time e pode ajudar muito nessa situação. Todos nós vivemos essa dificuldade, precisamos nos abraçar e dar força uns aos outros”, ressaltou o treinador.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade