Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com gol de bicicleta, Paraná vira para cima do São Caetano

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Rio de Janeiro (RJ)

O Paraná Clube encerrou o jejum de três partidas e conseguiu a primeira vitória sob o comando do técnico Toninho Cecílio, de virara, para cima do São Caetano, por 2 a 1, na Vila Capanema. O resultado dá um alívio ao Tricolor, que com 35 pontos de afasta da zona de rebaixamento. Já o Azulão se complica na briga pelo acesso e pode deixar o grupo de líderes.

A equipe do ABC Paulista abriu o placar aos cinco minutos, com Éder, que tocou na saída do goleio para balançar as redes. O empate veio em cobrança de falta perfeita de Lúcio Flávio, aos 12 minutos. Com um golaço de bicicleta, aos 35 minutos, Alex Alves decretou a virada com estilo.

Na próxima rodada, o Paraná Clube enfrenta o Boa Esporte, sexta-feira, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha. Já o São Caetano volta a campo na terça-feira, quando recebe o Guaratinguetá, no Estádio Anacleto Campanella, no ABC Paulista.

Arte GE.Net
O jogo – A partida começou movimentada, com as equipes buscando o campo de ataque. Aos três minutos, Alex Alves apareceu na área paulista para desviar de cabeça, pele linha de fundo. Na resposta, aos seis minutos, Éder recebeu passe açucarado e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. Bom lançamento para Arthur, aos nove minutos, mas o árbitro anotou o impedimento.

O empate paranista veio aos 12 minutos. Lúcio Flávio cobrou falta com perfeição e deixou tudo igual no placar. O Azulão não esmoreceu e, aos 18 minutos, quase fez mais um com um cochilo da defesa da casa, que permitiu o toque de Éder na área, pra fora. O ritmo caiu um pouco, com o jogo mais truncado. Aos 25 minutos, Éder pegou sobra de bola e levantou fechado, obrigando Thiago Rodrigues a sair da meta para interceptar.

O Tricolor cresceu na partida e, aos 30 minutos, após cobrança de escanteio, Cambará testou para Diego salvar em cima da linha. A virada chegou com um golaço de Alex Alves. Aos 35 minutos, o zagueiro paranista acertou uma linda bicicleta para balançar as redes. Aos 41 minutos, Alex Alves desviou cruzamento de Lúcio Flávio, mas errou o alvo.

Na segunda etapa, as equipe voltaram sem mudanças. Logo no primeiro minutos, Éder cobrou falta e assustou o goleiro paranista. Mais São Caetano no ataque, aos oito minutos, e Eli Sabiá tocou cruzado na área para ninguém completar o lance. Depois do sufoco inicial, o Paraná equilibrou as ações. Preocupado, o técnico Émerson Leão colocou Pedro Carmona e Leandrão em campo.

As mexidas quase deram resultado aos 19 minutos, com levantamento de Pedro Carmona área Marcelo Costa, que desviou de cabeça e carimbou a defesa. A resposta veio com Lúcio Flávio, com um petardo que bateu na rede, pelo lado de fora. De cabeça, Arthur tocou pela linha de fundo, aos 26 minutos. O técnico Toninho Cecílio colocou o angolano Geraldo tentando aumentar a velocidade.

Na cara do gol, Geraldo aproveitou furada de Gabriel e chutou fraco, facilitando a vida do goleiro Luiz, aos 30 minutos. O angolano teve nova chance aos 34 minutos, girando o corpo na área e batendo para nova intervenção de Luiz. Com uma bomba, aos 39 minutos, Leandrão levou muito perigo à meta do Tricolor. Wellington teve a chance de ampliar, aos 44 minutos, e bateu fraco.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade