Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Alto salário afastou Tevez do milionário Paris Saint-Germain

Paris (França)

Os altos salários pedidos pelo argentino Carlitos Tevez foram determinantes para que o Paris Saint-Germain desistisse de sua contratação no início do ano. O episódio, que se estendeu por dias na janela de transferências de janeiro, foi explicado pela diretoria do milionário clube francês após indagações sobre os motivos que levaram o jogador a não firmar contrato com o clube da capital.

“Ele queria vir. Nós não pagamos grandes salários aos nossos jogadores. Na última janela Carlos Tevez pediu muito e não bateu com a filosofia do clube, então recusamos”, admitiu o xeque Nasser al-Khelaifi , responsável pelos milhões de dólares investidos no clube francês.

Tevez teve o seu nome ligado a times como o Paris Saint-Germain e o Milan no início do ano. O atleta estava no auge da sua briga interna com o técnico Roberto Mancini e não vinha sendo escalado para participar dos jogos do Manchester City. Insatisfeito, o jogador pediu para ser negociado, mas não conseguiu convencer a diretoria de sua equipe a aceitar os valores oferecidos por seus direitos federativos.

O motivo do conflito interno entre o argentino e Mancini foi a decisão de se negar a cumprir ordens do seu treinador na última Liga dos Campeões. O atleta não quis entrar no decorrer de uma partida contra o Bayern de Munique, na fase de grupos do torneio, e revoltou o seu comandante. Afastado, o atacante passou a frequentar os jogos das categorias de base e retornou no meio do ano para ser campeão inglês com os demais jogadores do City.

AFP
Carlitos Tevez só não reforçou o Paris Saint-Germain porque exigiu salários fora da realidade do clube

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade