Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Grêmio vence o Atlético-GO e dorme na vice-liderança do Brasileiro

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Ao menos até a noite desta quinta, o Grêmio é vice-líder do Campeonato Brasileiro. Com dois gols de Elano, o Tricolor Gaúcho venceu o Atlético-GO, nesta quarta, por 2 a 1. Marino fez o gol do Dragão. O resultado deixa o Grêmio com 44 pontos, um atrás do Atlético-MG e à frente do Fluminense pelo número de vitórias. O Flu ainda enfrenta o Santos, nesta quinta, no Engenhão. O Galo também tem um jogo a menos.

Mais de 46 mil pessoas compareceram ao Olímpico nesta quarta, quebrando o recorde de público deste Brasileirão. Cerca de duas mil pessoas foram impedidas de entrar no estádio gremista, por conta da superlotação. Em campo, o Grêmio começou arrasador: abriu 2 a 0 com apenas 19 minutos, mas sofreu um gol ainda na primeira etapa e diminuiu o ritmo. A segunda etapa foi aberta e nervosa. O time gaúcho partiu para cima para ampliar a vantagem, mas sofreu com os contra-ataques do Dragão. No fim, o 2 a 1 se manteve.

O Grêmio volta a campo no sábado, contra o Corinthians, no Pacaembu. Já o Atlético-GO, que permanece na vice-lanterna, com 16 pontos, recebe a Portuguesa, domingo, no Serra Dourada.

O jogo – Empurrado por um Olímpico abarrotado de torcedores entusiasmados, o Grêmio começou arrasador. Em quatro minutos de jogo, o time de Vanderlei Luxemburgo já havia criado duas chances claras de gol: primeiro, Souza cruzou, Leandro invadiu a área e acertou uma paulada no travessão. A seguir, Souza apanhou rebote após cobrança de escanteio e mandou uma bomba, espalmada por Márcio.

O primeiro gol apareceu aos nove minutos: André Lima foi derrubado por Carlos na meia-lua. Elano bateu a falta com perfeição. O goleiro Márcio nem se mexeu: 1 a 0, para festa geral no Olímpico. E o Grêmio continuou em cima: aos 12, após rápida troca de passes entre Leandro, Elano e Zé Roberto, a bola foi cruzada para André Lima, que escorou para o centro da área. Elano chegou batendo, mas pegou mal na bola.

Mas a pressão era muito forte. Aos 19, veio o segundo gol gremista: Zé Roberto fez grande jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para o centro da área, onde Elano chegava livre. De primeira, o camisa 7 fez seu segundo gol, dando a impressão de uma goleada no Olímpico. Cinco minutos depois, porém, o Dragão descontou. O goleiro Márcio cobrou falta na entrada da área, Marcelo Grohe espalmou e, no bate-rebate dentro da área, Marino mandou para as redes.

O Grêmio diminuiu o ritmo na parte final do primeiro tempo. Aos 31 minutos, Anderson Pico cruzou na cabeça de André Lima, mas Márcio fez grande defesa, espalmando no cantinho. Aos 33, o técnico Jairo Araújo tirou o atacante Wesley e pôs o zagueiro Diego Giaretta, diminuindo os espaços do time gaúcho, que não chegou mais com perigo na etapa inicial.

O segundo tempo foi aberto e emocionante. O Grêmio, mesmo com a vantagem, tentava matar o jogo. O Atlético-GO, por sua vez, se defendia melhor que no primeiro tempo e ameaçava nos contragolpes. Logo a um minuto, um lance polêmico: Zé Roberto tentou um chapéu dentro da área e a bola tocou a mão de Ernandes. Os gremistas pediram pênalti, mas a arbitragem não marcou.

Os primeiros minutos da etapa complementar foram de domínio gremista. Aos nove minutos, Elano recebeu na área, mas chutou sobre a zaga. Aos 16, Pará fez grande jogada pela direita e cruzou para Leandro que, na pequena área, chutou em cima da zaga, perdendo chance incrível. Aos 24, foi Zé Roberto quem entrou livre, após roubada de bola de Souza e passe perfeito de Elano. No entanto, o experiente meia foi preciosista: tentou encobrir o goleiro Márcio em vez de tentar um chute forte, e perdeu a chance.

Passado o susto, o Atlético-GO começou a gostar do jogo. Aos 26, Marino apanhou rebote após cobrança de escanteio e obrigou Marcelo Grohe a uma boa defesa. No minuto seguinte, foi Ernandes que acertou um belo chute de longe e forçou o goleiro gremista a uma ótima espalmada. Mas não passou disso.

Dos 30 em diante, o Grêmio administrou a vantagem. Aos 39, o goleiro Márcio saiu jogando errado e Marco Antônio quase fez o terceiro. Já nos descontos, Werley perdeu chance de cabeça na pequena área. No contra-ataque, escanteio para o Dragão e Alexandre perdeu chance incrível.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade