Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Angustiado, Palmeiras crê que não jogará Série B "em nome de Jesus"

William Correia São Paulo (SP)

Novamente, o Palmeiras dominou um jogo, mas saiu de campo sem os três pontos. Após o 0 a 0 com o Grêmio, mesmo tendo um atleta a mais desde a expulsão de Kleber aos 15 minutos do primeiro tempo, os comandados de Luiz Felipe Scolari não esconderam a angústia pela presença na zona de rebaixamento do Brasileiro por, ao menos, mais duas rodadas.

A sensação ficou clara na crença em intervenção divina de Mauricio Ramos. “O Palmeiras vai sair dessa situação em nome de Jesus”, disse o zagueiro, em afirmação de busca por fé que marcou as palavras de outros colegas na caminhada para o vestiário, procurando explicações para a soma de só um ponto no Pacaembu.

“É difícil. Não pudemos ganhar, que era o que precisávamos. Mas temos que seguir trabalhando”, limitou-se a dizer Barcos. “É brincadeira, né? Nessa fase que a equipe está, criamos oportunidades, mas a bola só passa perto”, completou o meia Tiago Real, que estreou no clube neste sábado.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Maikon Leite fica no chão após chance de ataque perdida: angústia palmeirense aumentou neste sábado
Sempre sincero, Correa não escondeu a frustração: em seu segundo jogo no estádio municipal paulistano nesta segunda passagem pelo Verdão, não saiu vencedor, já que perdeu do Santos na semana passada mesmo com o time impondo seu jogo. “É a segunda vez que acontece isso aqui já, né? É difícil. A situação é delicada, requer algo a mais. E vamos continuar buscando”, prometeu o volante.

Bruno tentou escolher a melhor forma de achar qualidade no que foi visto nesta noite. “A angústia aumenta porque vem sendo assim em outros jogos no campeonato. Por um tropeço ou outro, cometemos vacilos e não conseguimos os três pontos. Estamos tentando, todos estão vendo que estamos batalhando. Vontade e correria não estão faltando”, assegurou o goleiro.

A ordem, no momento, é de tentar deixar de lado a sequência de frustrações – já são quatro jogos seguidos sem vitória no torneio. “Consideramos dois pontos perdidos (contra o Grêmio). Mas o importante é que a gente não perdeu o jogo. O time está ganhando confiança novamente depois de resultados ruins”, falou Mauricio Ramos.

“Estão todos chateados, principalmente o torcedor, que veio e incentivou até o fim. É o momento da superação, de tirar do coração. Lamentamos pelo resultado que ninguém queria, mas bola para a frente. Não é para ficar lamentando, é para trabalhar porque quinta-feira tem mais”, definiu Correa, pensando na partida diante do Sport, no Pacaembu.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade