Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Com Ney, São Paulo deixa G-4 e vê distância para liderança triplicar

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O discurso de Ney Franco é de que o São Paulo não está fora da luta pelo título brasileiro. Na prática, porém, o desempenho da equipe caiu muito em comparação ao dos demais concorrentes desde que ele assumiu o comando, na metade de julho.

"Não existe ansiedade. Existe uma noção clara do potencial do grupo, de estar trabalhando em uma posição melhor no campeonato. Peguei essa equipe em quinto lugar, e ela permanece em quinto", diz o treinador, confundindo-se.

Na realidade, quando o interino Milton Cruz passou o comando a ele, o time ocupava a quarta colocação do Brasileiro, com 15 pontos, quatro abaixo do ponteiro Atlético-MG. Já na estreia de Ney Franco, o São Paulo empatou por 1 a 1 com o Palmeiras e caiu um degrau na tabela de classificação.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Treinador assumiu o time há menos de dois meses
A queda de rendimento se comprova pela distância atual para a ponta: a equipe paulista está 12 pontos abaixo do Fluminense – distância que pode aumentar até para 13 caso o Atlético-MG vença o compromisso que tem a menos. A antiga diferença de quatro pontos para a liderança é agora a diferença para o quarto colocado Vasco.

Foram seis vitórias, seis derrotas e dois empates sob a direção de Ney Franco na competição nacional. Um aproveitamento de 47,6% dos pontos que, ele reconhece, não era o imaginado no começo do trabalho.

"Já queria ter dado um salto", admite o comandante, valorizando, em contrapartida, outro ponto de vista. "A equipe já evoluiu nos planos técnico e físico. Queremos ver essa evolução na prática, em termos de número, embora seja um campeonato difícil. Na Sul-americana, a gente já se classificou para a próxima fase".

O sucessor de Emerson Leão não esconde que precisará reagir nesta segunda metade do Brasileiro até para conseguir uma vaga na Copa Libertadores. "O G-4 pode virar G-3", cobra-se Ney Franco, lembrando que, se outro time brasileiro for campeão da Sul-americana, o Brasileiro classificará apenas três times para a próxima edição do principal torneio continental. Atualmente, o São Paulo dista nove pontos do terceiro posto, ocupado pelo Grêmio.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade