Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ganso diz ter virado são-paulino fanático: "Clube tem meu perfil"

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Paulo Henrique Ganso entrou ansioso na sala de imprensa do Morumbi para conceder sua primeira entrevista como jogador do São Paulo, neste domingo. Com o passar dos trinta minutos em que recebeu perguntas, foi ficando mais calmo e tratou de reforçar identificação, repetindo três vezes que o clube tem seu perfil.

"Ter tido proposta de Grêmio, Flamengo e de outros grandes clubes do futebol brasileiro foi muito bom. Até agradeço pelo interesse de todos, mas acho que o São Paulo tem o perfil certo com meu futebol, com minha personalidade", disse o jogador, que, ao ser perguntado, preferiu não revelar qual seu clube de infância.

"É um sonho para qualquer jogador poder vestir a camisa de um clube de altíssimo nível mundial. Sobre ser torcedor? Sou torcedor fanático do São Paulo agora. A torcida demonstrou um carinho imenso por mim", esquivou-se. Outra vez questionado, sorriu e falou: "Deixa guardado".

O meia foi anunciado oficialmente como novo reforço na madrugada de sexta-feira. Desde a assinatura do contrato de cinco anos, no entanto, ainda não havia falado como são-paulino a não ser por meio do site do clube. Minutos antes do primeiro contato com a torcida, no gramado do Morumbi, deixou transparecer ansiedade.

"Fazia tempo que eu não sentia esse friozinho na barriga antes de entrar em um estádio e ouvir a torcida gritando meu nome. É uma honra receber todo esse carinho do torcedor", comentou o novo camisa 8 tricolor, ladeado pelos dirigentes João Paulo de Jesus Lopes e Adalberto Baptista.

O último, diretor de futebol, foi quem representou o clube durante a arrastada negociação. Na sexta-feira, admitiu que esta foi, até hoje, a mais difícil da qual participou. Enquanto Ganso respondia aos jornalistas e falava pela primeira vez como jogador do São Paulo, Adalberto se mostrava emocionado.

Encerrada a entrevista, ele deu um forte abraço no meia, que deixou a sala para subir ao gramado e falar ao microfone com os torcedores. Até sábado, cerca de 20 mil ingressos haviam sido vendidos para sua apresentação, que ofuscou a realização da partida contra o Cruzeiro, marcada para 16 horas (de Brasília) e válida pelo Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade