Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com gol no fim, Atlético-MG bate o Flu e segue na briga pelo título

Gazeta Press Belo Horizonte (MG)

No primeiro tempo, o Atlético-MG dominou inteiramente as ações e desperdiçou diversas oportunidades. O goleiro Diego Cavalieri salvou o Fluminense em outras situações e fez os visitantes irem ao intervalo com a igualdade sem gols. Os mineiros tiveram um gol anulado, após o árbitro marcar falta de Leonardo Silva na barreira e invalidar cobrança de falta perfeita de Ronaldinho Gaúcho.Em uma partida digna dos dois principais postulantes ao título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG venceu por 3 a 2 o Fluminense neste domingo e diminuiu a diferença para o rival para seis pontos faltando seis rodadas para o fim da competição. Os mineiros chegaram a 63 pontos contra 69 dos cariocas. O gol da vitória atleticana foi marcado já nos acréscimos, pelo zagueiro Leonardo Silva.

O Fluminense foi mais eficiente e abriu o placar na etapa final com Wellington Nem. No entanto, o Atlético-MG não desanimou e conseguiu a virada com dois gols de Jô. Quando os donos da casa pareciam estar com a vitória certa, os cariocas empataram o confronto, com Fred. Somente aos 47 minutos, o zagueiro Leonardo Silva apareceu na área adversária para cabecear um lançamento feito por Ronaldinho Gaúcho e decretar a conquista dos três pontos para os atleticanos.

Na próxima rodada, o Fluminense terá pela frente o Coritiba, no Engenhão, na quinta-feira. Já o Atlético-MG só vai voltar a campo na quarta-feira da semana que vem, dia 31, quando terá pela frente o Flamengo, em Belo Horizonte.

Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG
Protagonista do polêmico gol anulado no primeiro tempo, Leonardo Silva garantiu a vitória do Atlético-MG
O jogo - O confronto começou em ritmo acelerado, com as duas equipes buscando o ataque. No entanto, foi o Atlético-MG que teve a primeira boa chance de marcar, aos oito minutos. Em contra-ataque rápido, Bernard tocou para Jô dentro da área e o atacante finalizou com estilo para grande defesa de Diego Cavalieri. O Fluminense errava muitos passes no meio e não levava perigo ao gol de Victor.

Aos poucos, a velocidade da partida foi diminuindo, mas os donos da casa passaram a ter o controle das ações ofensivas. Aos 16 minutos, Guilherme recebeu lançamento na área e chutou por cima do travessão. Cinco minutos depois, o Atlético-MG teve um gol anulado no Independência. Em cobrança de falta perfeita de Ronaldinho Gaúcho, o árbitro marcou falta de Leonardo Silva, que empurrou a barreira.

Douglas Magno/Photocamera
Fred marcou seu 100º gol pelo Fluminense, mas não conseguiu os três pontos
O lance inflamou a torcida, que passou a criticar a arbitragem, mas fez os mineiros crescerem dentro do jogo. A partir dai, o Atlético-MG dominou a posse de bola e criou boas chances de abrir o placar. Aos 27 minutos, em contra-ataque rápido, Guilherme colocou Bernard na cara do gol, mas o atleticano chutou em cima de Diego Cavalieri. No rebote, Jô cabeceou, mas viu Gum salvar.

Somente aos 31 minutos, o Fluminense conseguiu criar sua primeira chance de gol. Deco lançou Wellington Nem, que ficou de frente para Victor. No entanto, o atacante, atrapalhado pelo goleiro e pelo zagueiro Leonardo Silva, não finalizou e viu a zaga mineira tirar o perigo. A resposta do Atlético-MG veio seis minutos depois, com Marcos Rocha, que recebeu passe de Guilherme dentro da área e chutou para boa defesa de Diego Cavalieri.

Nos minutos finais, o Atlético-MG fez uma verdadeira blitz no campo carioca e colocou a bola duas vezes na trave. Na primeira, Ronaldinho lançou Bernard, que chutou cruzado, mas Diego Cavlieri tocou na bola e a viu bater na trave esquerda. Depois, Jô recebeu cruzamento rasteiro e finalizou. A bola bateu na ponta do pé de Gum e foi no travessão. Assim, o duelo foi para o intervalo com a igualdade sem gols.

O segundo tempo começou com o Atlético-MG pressionando os cariocas. Os mineiros rondavam a área, mas não conseguiam criar grandes chances. Como em muitos jogos deste Brasileiro, o Fluminense só precisou de uma oportunidade para colocar a bola nas redes adversárias. Aos dez minutos, em um contra-ataque rápido, Wellington Nem recebeu passe dentro da área e finalizou no canto esquerdo de Victor para calar o Independência.

O revés foi sentido pelos atleticanos, que viram o Fluminense crescer na partida durante alguns minutos. No entanto, os donos da casa quase empataram aos 16 minutos. Leandro Donizete arriscou de fora da área e viu a bola bater na trave carioca. Não demorou muito e o Atlético-MG conseguiu o empate. Aos 23 minutos, Ronaldinho Gaúcho tocou para Jô, que chutou cruzado sem chance para Diego Cavalieri.

Arte GE.Net
Depois da igualdade, o Atlético-MG partiu para cima do Fluminense, mas sofria com os erros. Só que, aos 36 minutos, não teve jeito. Bernard fez belo cruzamento e achou Jô. O atacante cabeceou cruzado e colocou na rede carioca para decretar a virada mineira.

Quando parecia que os donos da casa conseguiriam sair com a vitória, o Fluminense mostrou a força do líder do Campeonato Brasileiro. Aos 39 minutos, Carlinhos cruzou rasteiro e Fred apareceu para se antecipar à marcação e esticar o pé para fazer empatar novamente a partida.

Nos minutos finais, o Atlético-MG pressionou o Fluminense e foi recompensado com o gol da vitória aos 47 minutos. Ronaldinho Gaúcho cruzou na medida para Leonardo Silva cabecear para a rede e dar a vitória para os mineiros. Assim, os donos da casa seguem na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade