Atletismo/Bastidores - ( - Atualizado )

Chekin assume FPA prometendo “cara nova” e desenvolver interior

André Sender São Paulo (SP)

A Federação Paulista de Atletismo (FPA) realizou nesta segunda-feira a cerimônia de posse de sua nova diretoria. Após 12 anos no comando da entidade, José Antônio Martins Fernandes, o Toninho, deixou a entidade, que agora passa a ser presidida por Mauro Chekin, ex-secretário de Esportes de São Caetano do Sul.

O novo mandatário da FPA fez elogios a seu antecessor, com quem trabalhou nos últimos meses, mas prometeu “cara nova” ao trabalho da entidade e difundir pelo Estado a prática das modalidades. Chekin estará à frente do órgão que comanda o atletismo paulista durante o ciclo de preparação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016.

“A gente promete dar uma cara nova, mas não se esquecendo de todas as feições e  da identidade que a Federação já tem, e levar um pouco mais o atletismo ao interior, porque está precisando”, afirmou Chekin poucos minutos após ser empossado. “O Toninho tem sua forma de ser, de fazer, e eu vou ter o meu. Essa é a roupagem nova que a gente fala, uma maneira diferente de fazer alguma coisa, mas a filosofia será sempre a mesma”, completou.

Uma das estratégias do novo presidente da FPA para difundir a prática do atletismo pelo interior é a criação de mais Centros de Excelência, originados a partir do antigo Projeto Futuro. Atualmente são 15, mas Chekin quer implementar três até o fim do próximo ano e sonha em ver 24 sedes do projeto do Estado de São Paulo funcionando até 2016.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Mauro Chekin assumiu a presidência da FPA com elogios ao antecessor e promessas de poucas mudanças

O Projeto Futuro, que começou no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, em São Paulo, foi o responsável pelo surgimento de Maurren Maggi, campeã olímpica do salto em distância, e de judocas importantes como Tiago Camilo, Henrique Guimarães e Aurélio Miguel, todos donos de medalhas em Jogos Olímpicos.

“O Centro de Excelência está muito bem, ele corre redondo e vamos mudar apenas algumas figuras para que a gente possa ter ainda maior desenvolvimento”, avaliou o mandatário.

Outro ponto importante do projeto de Chekin à frente da FPA é a parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo (Cbat), que a partir de fevereiro de 2013 será presidida justamente por Toninho. Uma das primeiras providências do novo comandante é mudar a sede da entidade nacional de Manaus para um sobrado de 14 salas nas imediações do antigo Detran-SP. Desta forma, será vizinho de Chekin, já que a organização estadual também fica na região do Ibirapuera.

“A Confederação vir para São Paulo é uma coisa muito importante e vai trazer uma parceria mais forte. A gente vai ajustar bem esse trabalho para que possamos desenvolver São Paulo e, se for o caso, ajudar o Toninho a desenvolver o resto do Brasil. São Paulo hoje representa 1/3 do PIB nacional, é um Estado rico, onde tem que se desenvolver não só o atletismo como outros esportes”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade