Atletismo/Olimpíadas de 2016 - ( - Atualizado )

Em visita ao Rio, Bolt evita comparar estrutura com outros países

Rio de Janeiro (RJ)

A visita de Usain Bolt ao Rio de Janeiro foi muito movimentada, já que o astro atraiu todas as atenções para a cidade que será sede dos próximos Jogos Olímpicos. E depois de ter visitado alguns dos pontos turísticos da Cidade Maravilhosa e elogiado o Brasil, o homem mais rápido do mundo ainda teve tempo de comentar determinados aspectos da capital fluminense.

Em entrevista coletiva, o velocista preferiu não revelar muito as suas impressões sobre algumas instalações esportivas que vão receber os melhores atletas do mundo em 2016. Segundo o jamaicano, cada local que recebe as Olimpíadas tem um planejamento diferente para receber a maior competição do esporte mundial.

“Tudo depende das pretensões do país. Em Pequim, quiseram fazer algo realmente espetacular, e fizeram o Ninho do Pássaro. Londres tentou ser grande também, inovar. Aqui, eu só observei o design, mas não pisei na pista (do Engenhão) para saber como é. Não entrei no estádio. Realmente é complicado comparar. Prefiro não criar expectativas e ver como será mais perto. Em 2016 responderei melhor”, disse Bolt, em entrevista coletiva concedida na Vila Olímpica Manoel Tubino, em Mato Alto.

Pensando já nas competições das quais vai participar em 2016, Usain Bolt deve correr suas tradicionais especialidades 100 metros, 200 metros e revezamento 4x100m. Porém, ao falar sobre as chances de tentar o salto em distância, o dono de três medalhas de ouro em Pequim-08 e Londres-12 foi cauteloso. “A ideia é tentar o salto em distância, mas conversei com meu técnico e ele está preocupado”, frisou. “Os saltos provocam muitas lesões nos joelhos e no quadril, então vou avaliar melhor para ver se vou competir, pois não posso me prejudicar para as outras provas”, ressaltou.

E as pretensões do representante da Jamaica não são pequenas. Para Bolt, seu grande objetivo é ficar marcado eternamente na galeria dos melhores de sua modalidade. “Eu quero ser o melhor no meu esporte. Mas se a mídia e os fãs me comparam aos grandes astros, como Michael Jordan e Pelé, deixo para que eles decidam, mas fico feliz”, finalizou Bolt.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade