Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Por dois votos, mudança de estatuto é aprovada na Ilha do Retiro

Recife (PE)

Em uma assembleia marcada principalmente pelo clima de tensão entre situação e oposição, foi votada a mudança do estatuto do Sport. Após discursos inflamados e muitas críticas dos dois lados, os 241 sócios votaram pelas alterações.

O resultado foi apertado. 121 votos a favor das mudanças e 119 votos contra, além de uma anulação. Mas a tensão não ficou apenas nos números parelhos. O mal-estar teve início antes da abertura, quando o ex-presidente do Sport, Fernando Pessoa, acusou os dirigentes da cerimônia de estarem desrespeitando o protocolo estabelecido no estatuto do clube.

O som dividido entre vaias e aplausos a cada novo discurso inflamado deixou claro como seria a votação. As opiniões não eram convergentes quanto às mudanças. Os discursos do atual presidente do clube, Gustavo Dubeux, e de Elpídio Diniz, um dos fundadores do movimento Resistência Sport causaram protestos na plateia, mas depois que os ânimos foram contidos, a votação correu normalmente.

As principais novidades do estatuto do Sport Club do Recife foram a diminuição do número de conselheiros de 300 para 150, a eleição direta do presidente, a criação de uma nova categoria de sócios denominada Sócio Especial, sem direito a voto e a “ficha limpa”, que consiste na apresentação de certidões negativas de antecedentes criminais e protestos no cartório.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade