Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Punido pelo STJD, Atlético-GO deve ser rebaixado a 100 km de Goiânia

Goiânia (GO)

Salvo do rebaixamento antecipado neste domingo, quando foi goleado por 4 a 0 pelo Botafogo, mas viu o Bahia não conseguir vencer o Grêmio em Salvador, o Atlético-GO trava nova batalha contra o seu destino apenas na próxima semana, quando recebe o Corinthians, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, em palco indefinido.

Sem conseguir atrair grandes públicos ao estádio Serra Dourada, o Dragão terá o próximo compromisso em um local ainda indefinido, mas a 100 km de Goiânia. O clube não conseguiu ser absolvido em segunda instância e perdeu um mando de campo em função de rojões e objetos que foram arremessados em direção ao campo de jogo em uma partida contra o Flamengo.

Além de R$ 10 mil que deverão ser pagos, o Atlético-GO provavelmente receberá o Corinthians no Distrito Federal para selar a queda. No domingo, a equipe do técnico Artur Neto atingiu sua 20ª derrota no Brasileirão, com aproveitamento de 23,2% dos pontos. “O Atlético-GO proporciona para nós toda a estrutura e por isso temos que demonstrar muita vontade e além de tudo sermos profissionais”, determina o lateral Rafael Cruz, sem pensar em salvação.

Curiosamente, o adversário que pode derrubar o Atlético-GO sofreu nas mãos do próprio clube em 2010, quando o Corinthians ainda disputava o título do Campeonato Brasileiro, mas acabou derrotado em pleno Pacaembu, dispensou o técnico Adílson Batista e fechou suas chances de conquistar o País. Aquela temporada foi a primeira da equipe goiana na Série A.

Para o confronto diante do Corinthians, o técnico Artur Neto não contará com Diego Giaretta, expulso contra o Botafogo, e Ricardo Bueno, suspenso por acúmulo de cartões amarelos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade