Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Fenapaf pede à Fifa a alteração do horário dos jogos da Copa de 2014

São Paulo (SP)

A Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) divulgou nesta terça-feira um comunicado em que pede à Fifa e às autoridades brasileiras organizadoras da Copa do Mundo de 2014 a alteração dos horários das partidas. A intenção da entidade é evitar que os atletas sofram com as altas temperaturas durante os confrontos marcados para as 13 horas (de Brasília), por exemplo.

No comunicado, assinado pelo presidente da entidade, Rinaldo Martorelli, a Fenapaf diz que "não há como aceitar que direitos como condições de trabalho salubre" sejam desrespeitados "mesmo em se tratando de um evento de magnitude mundial". Na nota, a Fenapaf ainda promete "defender os direitos dos atletas profissionais em todas as instancias que se fizerem necessárias".

Leia mais: Seleção Brasileira fará estreia na Copa do Mundo às 17 horas

A Fifa divulgou os horários em que serão realizadas as partidas da Copa de 2014 na última quarta-feira. Na ocasião, a entidade máxima do futebol mundial afirmou que as seis opções de horários para os confrontos (13, 16, 17, 18, 19 e 21 horas) permitirão ajustar o calendário da competição a fim de evitar as altas temperaturas.

Confira abaixo na íntegra o comunicado divulgado pela Fenapaf:

A Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol – FENAPAF sempre se mostrou uma entidade entusiasmada com a organização da Copa do Mundo de 2014 em nosso país, e não poderia ser de outra forma.

Porém, vislumbram-se situações que não são compatíveis com os interesses que defendemos desde sempre.

Para fazer com que os direitos fundamentais consagrados constitucionalmente em nosso país fossem respeitados trabalhamos exaustivamente. Não há como aceitar que direitos como condições de trabalho salubre e os direitos de personalidade sejam desrespeitados mesmo em se tratando de um evento de magnitude mundial.

Esse comunicado tem a intenção em deixar Vossa Excelência ciente que estamos enviando um comunicado à FIFA para alertá-los da nossa atenção a tais questões e que vamos defender os direitos dos atletas profissionais em todas as instancias que se fizerem necessárias.

Aproveitamos a oportunidade para reiterar que nossa disposição para resolução dos problemas sempre em elevado nível continua sendo nossa filosofia de trabalho e estaremos sempre à disposição de Vossa Excelência ou da entidade internacional detentora dos direitos deste magnífico evento.

Sabemos que juntos podemos encontrar os caminhos necessários para que todos sejam respeitados. Certos de contarmos com vossa compreensão, nos despedimos com votos de elevada estima.

Rinaldo Martorelli
Presidente

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade