Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Multado após nova falta, Adriano põe em dúvida futuro no futebol

Rio de Janeiro (RJ)

A decisão de ficar no Flamengo cabe apenas a Adriano. Após faltar ao terceiro treino em um mês e meio de clube, o Imperador foi apenas multado pela diretoria rubro-negra, que optou por ignorar a cláusula contratual que permitia dispensá-lo após a terceira advertência. Adriano, porém, ameaça deixar o futebol de uma vez por todas, mesmo com mais uma chance dada pela cúpula flamenguista.

Na tarde desta segunda, Adriano compareceu ao Ninho do Urubu junto ao seu empresário, Luca. Após reunião de aproximadamente uma hora, onde foi acordado que o Imperador não receberia o salário do mês de setembro, o jogador deixou o encontro com o diretor e não participou das atividades do dia, deixando o centro de treinamentos em seu carro.

Divulgação/Vipcomm
Adriano tem futuro indefinido no Fla: jogador ameaça abandonar a carreira após nova decepção
“Tive uma conversa para ouvir as explicações pela falta no treino de sábado pela manhã. Ele tinha comunicado via SMS que não conseguiria chegar”, explica Zinho. “Achei melhor ele nem treinar. Adriano pediu para conversar com a mãe, com o amigo e empresário dele, o Luca, ficou numa decisão individual dele. Ele ficou de tomar a decisão de permanecer, de continuar, tentar voltar a ser um atleta profissional”, completa.

Segundo o diretor, o Imperador vive momento pessoal conturbado, voltando a cogitar adiantar a sua aposentadoria, mesmo com o perdão rubro-negro por suas seguidas ausências em treinamentos.

“Ele diz que está confuso, perturbado, em dúvida se continua a carreira devido a problemas particulares. E a dúvida se vai conseguir render em campo o que rendia antes. Esses medos, essas dúvidas, fazem com que ele tome as atitudes de abusar fora de campo e não vir ao treino”, confessa.

Zinho revelou ainda acreditar na plena recuperação de Adriano, mesmo com os problemas gerados pelo Imperador em pouco tempo após o retorno ao Fla. Segundo o dirigente, a opinião é compartilhada por toda a cúpula flamenguista, inclusive a presidente Patricia Amorim.

“Conversei com ele, passei a posição do clube. O Adriano assinou a terceira advertência dele, falei que o clube teria todas as condições de rescindir o contrato dele, mas eu, uma decisão minha, quero acreditar que ele possa se recuperar”, diz. “Eu não quero desistir do cara. Mas a situação chegou no limite. De coração, espero que ele abrace as condições que estamos impondo e venha. É um cara jovem ainda. Não quero que ele acabe pro futebol. Tenho até medo do que pode acontecer com ele se parar de jogar", conclui.

Fábio Borges/Vipcomm
Zinho prometeu apoio total a Adriano caso o Imperador decida seguir a sua carreira no futebol
No dia 3 de setembro, Adriano faltou a um treino do Flamengo sem dar explicações à diretoria. No mesmo dia, foi visto chegando na Vila Cruzeiro de madrugada e envolveu-se em acidente entre seu carro e uma moto. Na ocasião, o Imperador ameaçou deixar o futebol caso voltasse a causar problemas.

Após período treinando bem e sendo elogiado por Zinho e Dorival Júnior, o Imperador não participou dos treinamentos da última sexta após anunciar ao diretor que se ausentaria via SMS, poucos instantes antes do horário de apresentação programado ao elenco. O motivo teria sido uma festa em uma boate na Barra da Tijuca.

A decisão sobre o seu futuro deve ser anunciada ainda nesta semana. Até lá, Adriano segue afastado dos treinos do Flamengo, sem previsão de volta aos gramados.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade