Motor/Fórmula 1 - ( )

Chefe da Ferrari comemora vitória de Massa, mas lamenta por Alonso

Suzuka (Japão)

A Ferrari terminou mais uma vez no pódio em uma etapa do Mundial de Pilotos, mas dessa vez não foi Fernando Alonso o responsável pela conquista e sim o brasileiro Felipe Massa, que retornou ao pódio, depois de quase dois anos.

A última vez que o brasileiro da Ferrari esteve entre os três primeiros foi no Grande Prêmio da Coreia do Sul, na temporada de 2010, quando foi o terceiro colocado. A atuação de Massa rendeu elogios do chefe da Ferrari, Stefano Domenicali.

“Foi bom vê-lo no pódio depois de tanto tempo”, vibrou. “O segundo lugar é um resultado muito importante para ele e para o time e vem em um dos momentos mais difíceis e delicados da temporada”, destacou.

AFP
Felipe Massa voltou representar o Brasil no pódio, mas renovação de contrato segue como incógnita

Apesar de celebrar a conquista de Massa, o dirigente não escondeu sua tristeza pelo abandono do espanhol Fernando Alonso, que foi tocado pelo finlandês Kimi Raikkonen e obrigado a abandonar.

“O que aconteceu com o Fernando no início é um exemplo de muitas variáveis que não podem ser controladas neste esporte e nós temos de aceitar isso, mas todos nós estamos desapontados no momento”, declarou. “E este sentimento de pesar na verdade aumenta quando você considera a corrida esplêndida que Felipe teve, produzindo uma performance verdadeiramente impecável”, ressaltou Domenicali.

O principal assunto que toma conta da imprensa europeia neste final de temporada é a possibilidade de renovação da Ferrari com o brasileiro, pois a decisão da escuderia vermelha pode mexer muito com o mercado da Fórmula 1, mas questão permanece sem respostas.

“Decisões a respeito do futuro dele? Um passo de cada vez, agora estamos curtindo um adorável pódio juntos”, encerrou.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade