Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Vettel vence na Índia com Alonso em segundo e briga segue viva

Greater Noida (Índia)

A briga pelo Mundial de Fórmula 1 segue viva. O alemão Sebastian Vettel abriu vantagem na liderança do campeonato ao vencer neste domingo o Grande Prêmio da Índia de Fórmula 1, mas viu o espanhol Fernando Alonso ficar em segundo e se manter com força na disputa pelo título.

O piloto da Red Bull dominou todo o fim de semana em Greater Noida. Ele liderou todos os treinos livres, marcou a pole position e venceu a prova de ponta a ponta, sem deixar a primeira colocação nem na hora da parada para troca de pneus.

É a quarta vitória consecutiva do alemão em sua arrancada em busca do título da temporada da Fórmula 1, já que venceu anteriormente os Grandes Prêmios de Cingapura, Japão e Coreia do Sul. Este ano ele também foi o primeiro lugar do GP do Bahrein, terceira etapa do Mundial, em abril.

Vettel só não teve mais motivos para comemorar porque a segunda colocação da corrida da Índia foi do espanhol Fernando Alonso, seu rival na briga pelo título do Mundial. Largando em quinto, o piloto da Ferrari fez prova consistente desde a primeira volta e já perto do fim fez ultrapassagem importante sobre Mark Webber, que completou o pódio.

Os britânicos Lewis Hamilton e Jenson Button e o brasileiro Felipe Massa completaram a lista dos seis primeiros colocados em Greater Noida. Já Bruno Senna fez boa corrida e ficou com o décimo posto, marcando um ponto para a Williams.

Com a vitória desde domingo, Vettel soma 240 pontos na tabela, com 13 de vantagem sobre Alonso, a três provas do fim da temporada. Antes da corrida indiana, o alemão tinha seis pontos de frente para o ferrarista. A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 é o GP de Abu Dhabi, no dia 4 de novembro.

AFP
Sebastian Vettel venceu o GP da Índia e aumentou para 13 pontos sua vantagem sobre Fernando Alonso

A prova- A largada do Grande Prêmio da Índia foi limpa e logo após as primeiras curvas Fernando Alonso partiu para cima dos carros da McLaren, tentando ultrapassar os dois de uma vez. Jenson Button conseguiu se defender e ficou com a terceira posição, com o espanhol em quarto e Lewis Hamilton em quinto.

Na quarta volta, no entanto, o piloto da Ferrrari utilizou a asa traseira móvel no fim da reta e tomou o terceiro posto, ficando apenas atrás de Sebastian Vettel e Mark Webber. Apesar do bom começo de prova do espanhol, ele aos poucos foi deixado para trás pelos rivais da Red Bull e passou a correr também sem ser ameaçado pelas McLarens.

Felipe Massa manteve a sexta colocação da largada, precisando se defender dos ataques de Kimi Raikkonen, mas com dificuldades de se aproximar de Button, então quinto colocado. Já Bruno Senna fez boa ultrapassagem sobre Pastor Maldonado, ganhando a 11ª colocação e passou a pressionar Nico Rosberg pelo décimo posto.

Perto da metade da prova, Alonso melhorou seu desempenho em relação a Webber significativamente e encostou no australiano. A situação do espanhol ficou ainda melhor após uma parada para troca de pneus de apenas 2s8, na 29ª volta. Massa também foi bem nos boxes, retornando em sétimo, logo à frente de Raikkonen. Eles brigaram pelo posto em pista e o ferrarista se deu melhor.

Vettel parou na 34ª volta, voltando na liderança com tranquilidade. Webber, no entanto, passou a receber forte pressão de Alonso e, com problemas no Kers, acabou perdendo o segundo posto. O australiano ainda viu Lewis Hamilton se aproximar com perigo, mas garantiu a terceira posição.

Após ultrapassar Webber, o espanhol da Ferrari seguiu andando rápido e diminuiu diferença para Vettel, mas o alemão da Red Bull se manteve tranquilo na primeira colocação para conquistar a quarta vitória consecutiva.

Veja o resultado do Grande Prêmio da Índia de Fórmula 1:
1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
2: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
3: Mark Webber (AUS/Red Bull)
4: Lewis Hamilton (ING/McLaren)
5: Jenson Button (ING/McLaren)
6: Felipe Massa (BRA/Ferrari)
7: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
8: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
9: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
10: Bruno Senna (BRA/Williams)
11: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
12: Paul Di Resta (ESC/Force India)
13: Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
14: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)
15: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
16: Pastor Maldonado (VEN/Williams)
17: Vitaly Petrov (RUS/Caterham)
18: Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)
19: Charles Pic (FRA/Marussia)
20: Timo Glock (ALE/Marussia)
21: Narain Karthikeyan (IND/Hispania)

Não completaram:
Sergio Pérez (MEX/Sauber)
Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)
Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade