Futebol/Eliminatórias 2014 - ( - Atualizado )

Após Lugano sair machucado, Argentina faz 3 a 0 no Uruguai

Gazeta Press Mendoza (Argentina)

Após jogo truncado, que tinha tudo para terminar sem gols, a Argentina conseguiu vitória importante sobre o Uruguai em Mendoza. O clássico sul-americano teve reviravolta aos 19 minutos do segundo tempo, após dividida de Messi com Lugano. Por ironia, o franzino argentino se deu melhor na jogada e o uruguaio teve de pedir substituição, alterando totalmente a história do jogo que depois terminaria com vitória de 3 a 0 para os donos da casa.

Com o resultado, conquistado no Estádio Malvinas, na cidade de Mendoza, a Argentina recupera a liderança das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2014, somando 17 pontos ganhos, enquanto o Uruguai segue na quarta colocação, com 12 pontos ganhos.

A vitória refletiu o que aconteceu em campo. Messi, mais uma vez, comandou sua equipe e ainda marcou dois gols. Aguero completou o marcador. O Uruguai mostrou um time esforçado, mas sem grande brilho.

Na próxima rodada, a Argentina vai encarar o Chile, em Santiago. A seleção do Uruguai vai enfentar a a Bolívia, em La Paz.

A partida começou com a equipe uruguaia tentando surpreender os donos da casa, utilizando uma marcação mais adiantada. Em poucos minutos, a Argentina assumiu o controle das ações e empurrou o Uruguai para seu próprio campo. Messi se movimentava por todo o campo e dava muito trabalho a Arévalo Rios, encarregado de vigiar seus passos. Aos 16 minutos, Aguero caiu na área após choque com Arévalo na área e a torcida pediu pênalti, mas o árbitro brasileiro Leandro Pedro Vuaden mandou o jogo seguir.

AFP
Lugano reclama com o árbitro brasileiro Leandro Vuaden após ter acertado o goleiro argentino Romero
No minuto seguinte foi a vez do goleiro Muslera aparecer bem em conclusão de Di Maria. Os argentinos passassaram a dominar o jogo, trocando passes na defesa uruguaia.

Aos 28 minutos, Messi arrancou da intermediária, driblou três marcadores e tocou por cobertura, mas a bola acabou saindo, para frustração da torcida. Aos 32, Messi bateu falta e Muslera fez grande defesa, evitando o primeiro gol da equipe da casa.

Depois desse lance, a seleção uruguaia melhorou de produção. Aos 35, Suarez bateu cruzado e Moreno fez boa defesa. Luizito voltou a aparecer bem aos 37, desviando uma cobrança de escanteio e exigindo outra boa defesa de Muslera.

Os dois times voltaram para o segundo tempo, sem modificações e, logo aos três minutos, a Argentina criou uma boa chance para marcar. Messi bateu falta e Garay se meteu entre os zagueiros uruguaios, mas concluiu por cima.

Aos cinco minutos, o zagueiro Lugano atingiu o goleiro Romero, dando início a uma grande confusão entre os jogadores das duas equipes. A partida ficou muito truncada, com as duas equipes cometendo muitas faltas para interromper as jogadas.

Aos 12 minutos, Aguero driblou Gonzalez e tocou para Messi, que se livrou da marcação e descobriu Higuain na pequena área,mas o atacante concluiu para fora. Logo depois, Cavani tentou surpreender Romero com um chute de longa distância, mas o goleiro Romero fez a defesa.

Após dividida com Lugano, aos 21 minutos, a Argentina marcou o primeiro gol. Di Maria lançou Messi nas costas dos zagueiros uruguaios e o atacante, com muita velocidade, entrou de carrinho e colocou a bola nas redes defendidas por Muslera.

Em desvantagem, a seleção uruguaia teve que partir para o ataque, deixando espaços para as penetrações da equipe da casa. Aos 29 minutos, a Argentina ampliou. Aguero arrancou e tocou para Messi. O camisa dez enfiou para Di Maria que colocou Aguero na cara do gol uruguaio e o artilheiro não perdoou.

AFP
Argentinos comemoram o segundo gol da equipe, marcado por Kun Aguero (segundo a partir da direita)
O domínio argentino se tornou absoluto e aos 35 minutos, o time da casa marcou o terceiro gol. Messi bateu falta na entrada da área e surpreendeu o goleiro Muslera, ao chutar rasteiro no canto do goleiro uruguaio.

O atacante Barcos, do Palmeiras, ainda entrou nos minutos finais e até colocou a bola nas redes uruguaias,mas o árbitro marcou impedimento. Nos minutos finais, a Argentina tocou a bola enquanto o Uruguai apenas se preocupada em evitar outros gols.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade