MMA/UFC Rio 3 - ( - Atualizado )

Anderson Silva nocauteia Bonnar com joelhada no primeiro round

Rio de Janeiro (SP)

Lutar uma categoria de acima da sua não é um problema para o brasileiro Anderson Silva, campeão entre os médios do UFC. Na madrugada deste domingo, ele precisou de apenas um round para nocautear o norte-americano Stephan Bonnar em luta disputada no peso meio-pesado e válida pelo UFC Rio 3.

Considerado o melhor lutador de MMA da história, o Spider aceitou lutar uma categoria acima da sua para salvar o evento carioca, que ficou ameaçado após suas principais estrelas sofrerem contusões durante a preparação.

Na madrugada deste domingo, Anderson Silva foi calculista. Bonnar, conhecido como Psicopata Americano, iniciou o combate partindo para cima, e o brasileiro se defendeu bem com as costas na grade. Com  suas tradicionais esquivas, controlou o combate até o norte-americano abrir espaço em sua guarda.

Foi aí que Anderson Silva acertou uma joelhada voadora no queixo de Bonnar, que caiu no chão de imediato. Com seu adversário praticamente já batido, o brasileiro foi para cima e acertou mais socos até o árbitro encerrar o combate para delírio da torcida carioca.

"Eu não sou o melhor, mas sou capaz de fazer algumas coisas que muitos acham que são impossíveis", disse Spider, agradecendo o apoio da torcida carioca. "Mais uma vez obrigado a todos vocês por estarem aqui torcendo por nós brasileiros".

Na luta anterior do evento, o brasileiro Rodrigo Minotauro esquentou a torcida ao derrotar o norte-americano Dave Herman com uma chave de braço no fim do segundo assalto. O lutador baiano, uma das lendas do esporte, não lutava desde dezembro do ano passado, quando teve seu braço quebrado durante uma luta com Frank Mir.

“Na luta passada eu quebrei o meu braço tentando resistir, como todo brasileiro que não desiste nunca. Coloquei 16 parafusos. Nada mau para um cara de 36 anos e 16 parafusos no braço”, disse Minotauro ainda em cima do octógono.

Ainda pelo card principal do UFC no Rio de Janeiro, Demian Maia também conseguiu uma vitória por finalização. No primeiro round, o especialista em jiu-jitsu aplicou um mata-leão no norte-americano Rick Story e voltou a conseguir uma vitória por finalização após quase três anos de jejum.

Inovafoto/Divulgação
Com uma joelhada voadora, Anderson Silva derrubou Bonnar ainda no primeiro round no Rio de Janeiro

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade