Vôlei/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Sheilla é eleita MVP e Sollys ainda soma quatro prêmios individuais

Doha (Catar)

Campeão mundial de clubes, o Sollys/Nestlé dominou também as premiações individuais do torneio, conquistando cinco dos oito prêmios distribuídos para as aquelas que se destacaram no torneio. Sheilla foi eleita a melhor jogadora do campeonato e também levou o título de maior pontuadora, com 57 pontos.

"Tanto as premiadas quanto as suas companheiras fizeram um grande Mundial e isso fez com que o Sollys/Nestlé ficasse com o título merecido do torneio”, declarou o técnico Luizomar de Moura.

Além de Sheila, Jaqueline, Camila Brait e Thaísa também conquistaram prêmio individuais.  Com 84,62% de passes precisos, a ponteira foi eleita a melhor passadora do Mundial. Já Camila Brait, que acabou cortada dos Jogos Olímpicos de Londres, foi a melhor líbero. A meio-de-rede Thaísa se tornou a melhor atacante da competição graças aos seus 56,94% de aproveitamento.

“A premiação individual é consequência de um trabalho coletivo muito bem feito. Por isso, faço questão de destacar também as demais atletas que ajudaram na construção do merecimento das vencedoras. Em um esporte coletivo o brilho individual aparece quando o grupo se ajuda e coloca em prática as estratégias traçadas pela comissão técnica", completou Luizomar.

Os demais vencedores dos prêmios individuais foram a jogadora Jones, do Lancheras de Cataño, de Porto Rico, eleita a melhor bloqueadora; a ponteira Grun, do Rabita Baku, do Azerbaijão, melhor sacadora; e a levantadora Oner, do Fenerbahce, da Turquia, eleita a melhor em sua função.

O Sollys retorna de Doha, no Catar, para o Brasil já neste sábado e então inicia a preparação para a fase decisiva do Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade