Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Com permanência indefinida, Pimpão cobra profissionalismo do Coelho

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Com o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, diretoria e comissão técnica do América-MG terão que decidir sobre a liberação ou a permanência de vários jogadores que ficam sem contrato com o clube neste mês de dezembro. Um dos que tem o vínculo terminando com o Coelho é o atacante Rodrigo Pimpão, que não sabe se vai ficar no clube. O jogador destaca que foi profissional, o que não teria acontecido com algumas pessoas de dentro do clube.

"Ainda não sei o que será feito em relação ao meu contrato no América-MG, mas eu fui profissional o tempo todo. Porém, nem todos agiram assim comigo", declarou o jogador em entrevista à Rádio Esportes FM. Questionado sobre quem seriam as pessoas que não agiram de forma profissional, Pimpão não quis revelar os nomes.

Recém chegado ao América-MG, o técnico Vinícius Eutrópio não quis comentar as declarações de Pimpão, mas confirmou que o atleta tem sido profissional e se dedicado aos treinos. "Não posso falar do que passou, até porque é assunto da diretoria e dos treinadores que por aqui passaram, mas posso elogiar o Pimpão, que se dedicou muito nestes últimos dois jogos. Ele foi um excelente profissional. Mostrou grande empenho nos treinamentos e por isto recebeu a chance nas partidas", disse.

Dos jogadores que ficam sem contrato no final do ano, a diretoria do América-MG já iniciou conversas para a permanência de Marquinhos Paraná, Fábio Júnior e Dudu. No caso de Rodrigo Pimpão, ainda não houve contato. O atacante pertence ao Vasco e foi emprestado ao América-MG.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade