Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Sem pressa, diretor do Atlético-GO sonha com Renê Simões para 2013

Goiânia (GO)

Após deixar o comando das categorias de base do São Paulo na última quarta-feira, Renê Simões deve ficar por pouco tempo disponível no mercado. Se depender da diretoria do Atlético-GO, o técnico só passará mais alguns dias desempregado e já irá desembarcar em Goiânia para dar início ao planejamento para a temporada de 2013.

Rebaixado com cinco rodadas de antecedência do Campeonato Brasileiro, o Dragão quer repatriar o treinador que dirigiu o clube na arrancada contra a degola no Nacional de 2010. Em entrevista à Rádio 730, o diretor de futebol Adson Batista revelou interesse em Renê.

“Ele sabe que aqui no Atlético-GO ele vai ter uma estrutura e um ambiente muito favorável. Ele pediu alguns dias para pensar e nós também não temos desespero, porque o planejamento é para o ano que vem”, afirmou o dirigente rubro-negro.

Sem se abalar com o péssimo desempenho da equipe na temporada, Batista prefere buscar lições do fracasso no Brasileirão. “O clube tem de riscar o ano de 2012 da sua história. Claro que a gente tira conceitos, aprende, evolui. Vamos ver se a gente faz um ano diferente na próxima temporada”, ressatlou.

Um dos principais jogadores do elenco atleticano, o meio campista Marino não atuou nas últimas rodadas, pois, segundo Batista, se abateu muito com a situação da equipe. Apesar do interesse de outras equipes, o diretor de futebol deixou claro que nada de concreto chegou às mãos da diretoria.

“Nenhum time procurou o Atlético para negociar, o empresário dele conversou comigo, mas eu falei que só poderia estudar a partir do momento que tivesse alguma coisa oficial de algum clube, o que ainda não aconteceu”, destacou Adson Batista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade