Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Atlético-MG recebe o xará goianiense em busca da vice-liderança

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Sem o título Brasileiro, o Atlético-MG ainda luta pelo vice-campeonato para garantir vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Para conquistar o objetivo, o Galo tem que superar o já rebaixado Atlético-GO neste domingo, às 17h, no estádio Independência. Os mineiros ainda terão que torcer por tropeço do Grêmio, que enfrenta a Portuguesa, para voltar ao segundo lugar na competição nacional.

O goleiro Victor, que iniciou o Brasileiro defendendo as cores do Grêmio, não acredita que o time gaúcho possa mandar mala branca para o Atlético-GO. O jogador afirma que independente de qualquer coisa, que o Galo tem que entrar em campo disposto a fazer o dever de casa e somar os três pontos atuando diante da torcida.

"Se existe mala branca eu não vi, igual cabeça de bacalhau, independente de bonificação temos que fazer a nossa parte. Nosso objetivo é maior que o do Atlético-GO. Nós temos que terminar com uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Nossa motivação tem que ser maior que a do adversário", afirmou.

Apesar das diferenças entre as equipes, Victor fez um alerta quanto às prováveis dificuldades que os alvinegros terão diante do xará goianiense. "São equipes que tem dificultado bastante. O grande objetivo do Atlético-GO é terminar o ano com dignidade. Eles vão fazer de tudo pra vir nos complicar. Não podemos nos iludir com qualquer retrospecto das campanhas. Cada jogo é uma história", declarou.

Para essa partida, o técnico Cuca poderá contar com praticamente todo o elenco do Atlético-MG à disposição. A única ausência será o volante Serginho, que foi expulso contra o Vasco terá que cumprir suspensão. O também volante Leandro Donizete e o atacante Jô, cumpriram suspensão e voltam ao time alvinegro.

No Dragão, o confronto contra o Galo seria um simples amistoso, sem qualquer tipo de importância, mas o goleiro Márcio avisa que as coisas não são tão simples como parecem. Para o capitão rubro-negro, o Atlético-GO entra em campo em nome de sua dignidade e que não é porque o descenso já foi confirmado que o time vai jogar por jogar.

"A gente tem motivação em todos os jogos. Existe todo um respeito a uma competição importante como é a Série A. Além disso, vale a honra, o status e talvez a chance dos jogadores mostrarem que tem condições de estar no clube no ano que vem", declarou.

Artilheiro do Atlético-GO no Brasileirão, com quatro gols, Márcio salientou que o fato de o clube mineiro ainda buscar consolidar a vice-liderança para entrar direto na fase de grupos grupo da Libertadores torna o jogo decisivo para o Galo, o que deve garantir um confronto competitivo no Independência.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X ATLETICO-GO
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 18 de novembro de 2012 (domingo)
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e José Ricardo Maciel Linhares (ES)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Junior César; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme e Ronaldinho; Bernard e Jô.
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-GO: Márcio; Adriano, Diego Giaretta, Gustavo e Marcos; Pituca, Dodó, Ernandes e Rayllan; Diogo Campos e Patric.
Técnico: Jairo Araújo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade