Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Conselho do Atlético-MG aprova orçamento de R$ 180 milhões para 2013

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG segue trabalhando para ter um time competitivo em 2013. O Conselho do Galo aprovou inicialmente para a próxima temporada um orçamento de R$ 180 milhões. O presidente do conselho fiscal, Cláudio Utsch, acredita que estes valores devem subir bastante, mas que essa primeira projeção é conservadora.

"Este é um orçamento considerado muito conservador pelo Conselho. A tendência é o Atlético-MG arrecadar muito mais que estes R$ 180 milhões. A previsão de gastos também é bem conservadora. Algo pouco acima de R$ 60 milhões. Devemos gastar pelo menos 50% a mais que isto", disse.

O presidente do clube, Alexandre Kalil, também considera o orçamento como conservador, mas avisa que terá uma grande responsabilidade para gerir as coisas do Atlético-MG. Segundo ele, a desculpa de falta de dinheiro em caixa não poderá mais ser usada no Galo para justificar a saída ou a não contratação de atletas de qualidade.

“Esse orçamento aumenta a responsabilidade. A desculpa do não posso comprar, estou duro, acabou. Temos que investir com responsabilidade. Na contratação de jogadores está previsto gastar R$ 12 milhões aproximadamente. Mas pode ser 20, 10. O que você apresenta no orçamento, você não é obrigado a gastar. Você é obrigado a por para dentro”, disse Kalil.

Para 2013, o Atlético-MG planeja em parceria com BWA, que administra o Independência, ampliar a oferta de lugares no estádio do Horto. Os gastos com obras, por exemplo, não foram contemplados neste orçamento e podem aumentar as despesas do Galo. Por outro lado, as receitas com patrocínio e fornecimento de material esportivo podem contribuir para engordar as finanças alvinegras.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade