Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Dono do jogo, Ronaldinho agradece carinho sem falar em renovação

Belo Horizonte (MG)

Contratado sob desconfiança após passagem conturbada pelo Flamengo, Ronaldinho Gaúcho foi o grande destaque do Atlético-MG até aqui no Campeonato Brasileiro e foi gratificado pela torcida no empate por 2 a 2 com o Atlético-GO. Para coroar o dia de homenagens, o craque retribuiu o carinho e evitou a primeira derrota do clube na Arena Independência na temporada.

Antes do apito inicial, o camisa 49 entrou cercado por dezenas de crianças, recebeu troféu da diretoria, foi ovacionado e ouviu os primeiros pedidos para permanecer na equipe em 2013 e iniciou a partida disposto a retribuir, Depois de parar na trave em três cobranças de falta, o meia pegou sobra na área e mandou no cantinho para garantir o empate contra o lanterna.

“Agora é pensar exclusivamente em ajudar o time a entrar diretamente na Libertadores. Foi sofrido correr os 90 minutos. Foram três faltas, trave, goleiro fazendo grandes defesas. A gente sofre para acabar o campeonato sem nenhuma derrota dentro de casa e o objetivo até o fim será esse”, destacou o astro.

Divulgação/Atlético Mineiro
Torcedores que compareceram à Arena Independência clamaram pela renovação de R49 com o Atlético-MG
Assim que o jogo terminou, os atleticanos voltaram a entoar o canto ‘Fica, Ronaldinho’ e o craque reverenciou os presentes. Emocionado, Ronaldinho teve dificuldades para explicar a relação com o clube e lembrou que não teria se destacado no time se não tivesse sido ajudado.

“Chega a ser difícil falar. Em tão pouco tempo eu criei algo com a torcida que é inexplicável. Tudo o que eu conquistei não foi sozinho, teve o apoio dos meus companheiros, da direção e de toda a comissão técnica. Estou muito feliz aqui e tenho que me dedicar ao máximo para continuar dando alegria à torcida do Galo, porque esse carinho merece retribuição”, ressaltou.

Sem entrar no assunto renovação de contrato, o meia garantiu foco nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro para depois pensar em aceitar as súplicas da torcida e a proposta da diretoria. “O assunto ‘próxima temporada’ eu deixo para meu irmão (e empresário Assis) e o presidente (Alexandre Kalil) resolverem. Esse carinho mexe como todo mundo, até com pessoas que não têm nada a ver com isso”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade