Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tardelli admite querer voltar ao Galo, mas acha difícil liberação

Do correspondenrte Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Sonho de consumo do presidente Alexandre Kalil e da torcida do Atlético-MG, o atacante Diego Tardelli revelou nesta quinta-feira, que tem vontade de voltar ao Galo, mas que acho difícil o Al Gharafa, do Catar, aceitar uma oferta neste momento. O jogador revelou que teve uma conversa com o presidente do Al Gharafa, que teria afirmando que a intenção do clube é de renovar o contrato de Tardelli.

“Não pedi liberação para ir para o Atlético-MG, mas tive uma conversa, anteontem, com o presidente do Al Gharafa. Mas é muito difícil de me liberarem, porque acabaram de me contratar e estão felizes comigo. Eles querem renovar por dois ou três anos”, afirmou Tardelli em entrevista ao canal Fox Sports.

Um fator que pode dificultar a liberação de Tardelli é que o atleta vem atuando bem e marcando muitos gols pelo Al Gharafa. “Estou vivendo um momento muito bom, parecido com o de 2009 no Atlético-MG, estou fazendo gols e acabamos de ganhar um título. Estou me adaptando à cultura e ao futebol”, declarou.

Apesar da dificuldade de conseguir a liberação, Diego Tardelli afirma que seria muito bom voltar ao Galo para disputar a Libertadores e atuar ao lado de Ronaldinho. “Eu queria voltar, vencer uma Libertadores pelo Atlético-MG, mas não sei se há esperança. Eu ficando ou voltando para o Brasil, vou estar feliz. Se eu voltasse para o Brasil, independentemente de Ronaldinho, eu voltaria para o Atlético-MG. Mas eu queria jogar ao lado do Ronaldinho”, frisou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade