Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após deixar São Paulo, René Simões indica que sofreu interferência

São Paulo (SP)

René Simões quebrou o silêncio sobre a misteriosa saída do comando das categorias de base do São Paulo. Nesta sexta-feira, o treinador, por meio de nota oficial em seu site, lembrou a polêmica entre Ney Franco e Rogério Ceni para explicar a saída, dando a entender que alguém no clube tentou interferir no seu trabalho.

“Saio em nome de princípios que não podem e não devem ser quebrados ou negociados”, escreveu o ex-diretor técnico da base tricolor, na única vez que pretende comentar o assunto. “É uma questão muito simples entre o entendimento do cargo e a função do cargo. O cargo pertence, em qualquer momento, à instituição. Quanto à função, pertence, por definição do organograma e do fluxograma, a quem senta na cadeira referente ao mesmo”.

Simões apontou o caso que envolveu o capitão Rogério Ceni e Ney Franco, após a partida de ida da Copa Sul-Americana contra a LDU de Loja, como um exemplo e elogiou a atitude dos dois na ocasião.

“Por questões de interesses comuns e elogiáveis dos dois profissionais, ganhar o jogo e obter a classificação, houve um distanciamento do que eu disse acima, cargo e função. O Ney deixou bem claro isso, com calma e eficiência, e o Rogério Ceni entendeu e acatou, com muita humildade e profissionalismo, as observações. Tudo feito às claras, com tranquilidade e muita humildade por parte de ambos”, comentou o treinador, que pareceu querer dizer que não recebeu a mesma cortesia no São Paulo.

Objeto de desejo de vários clubes, René Simões aproveitou para negar qualquer boato de que tenha deixado Cotia por ter propostas. “Por questões de ética e princípios, rejeitei durante a minha longa carreira como treinador diversos convites de grandes clubes no Brasil e no exterior, pois não largava os clubes aos quais estava sob contrato. Mantenho essa postura e a manterei sempre”, afirmou.

Com cerca de nove meses de São Paulo, René tinha como principal função desenvolver um projeto para a base do São Paulo que englobasse todas as diferentes idades e as fizessem trabalhar sob uma filosofia única. Apesar do pouco tempo, o treinador prevê um futuro promissor ao clube.

“Temos ótimos profissionais sendo aperfeiçoados de forma continuada e excelentes jogadores que bem orientados serão o futuro grandioso que o clube merece. Agradeço ao São Paulo pela chance de realizar os projetos que iniciei e que tenho certeza continuados irão economizar muito dinheiro já no ano que vem e darão resultados excepcionais nos próximos”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade