Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( )

Azulão espalha anúncios pela cidade esperando público bom e paciente

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Caetano do Sul (SP)

Pelas ruas da cidade de São Caetano do Sul, a diretoria do Azulão mandou espalhar anúncios de ingressos para o compromisso deste sábado, às 16h20 (de Brasília), contra o Goiás, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com média de público inferior a 500 pagantes durante a competição, os jogadores esperam que a torcida compareça, mas apóie o time ao invés de criticar.

“O costume da torcida do São Caetano é não ter paciência, mas vamos fazer o nosso papel”, resume o goleiro Luiz, que já atuou 300 vezes com a camisa do Azulão e admite um sentimento de pesar pelo pouco público apresentado no Anacleto: “Qualquer equipe com estádio a seu favor é positivo, sentimos falta de ter publico grande. Mas disputando acesso não dá pra entrar em um jogo decisivo com 900, com mil pagantes, aí está a diferença. Que o torcedor incentive o máximo que puder e depois de terminar o jogo pode vaiar se o resultado não for bom”.

Com 67 pontos, o São Caetano pode entrar no G-4 em caso de vitória sobre o Goiás, que já garantiu o acesso para a elite nacional, combinada com uma derrota do Atlético-PR contra o Criciúma. Um resultado negativo do Vitória diante do Joinville também garante o Azulão entre os integrantes da zona do acesso a apenas uma rodada do encerramento da competição.

“O torcedor está vendo os jogadores se superando fora de casa, e a gente espera que tenha paciência com a gente. Se você pega o Goiás com 11 jogadores no campo deles, é difícil penetrar, difícil chutar no gol. Vamos ter que trabalhar bola, rodar ela, aí entra o protesto do torcedor e a ansiedade do jogador em errar passe, dar contra-ataque e pronto. Precisamos ter esse cuidado. Se desequilibrar toma quatro ou cinco”, refletiu o técnico Aílton Silva após o treinamento desta sexta-feira, no estádio do clube.

Os anúncios espalhados pela cidade apresentam ingressos no valor entre R$ 10 e R$ 30. A expectativa é que o público se aproxime dos mais de 5 mil pagantes da derrota contra o Atlético-PR, na 34ª rodada da Série B.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade