Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Danilo dispara contra Tadei e ameaça sair se treinador for mantido

Campinas (SP)

O rebaixamento do Guarani para a Série C do Campeonato Brasileiro escancarou os problemas internos que podem ter influenciado na péssima campanha do time no segundo semestre. Nesta segunda, o meia Danilo Sacramento rebateu as declarações do técnico Vilson Tadei, que afirmou haver racha no elenco bugrino, e ameaçou deixar o clube em 2013 caso o treinador siga no comando do time.

“Fiquei chateado com o que o Tadei falou. Isso (racha) nunca existiu. Acho que ele quis tirar um pouco o peso das costas dele e jogar na gente, mas não vou deixar. Esse grupo foi homem. Não estou tirando a nossa culpa”, afirmou, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

Além de reclamar da postura de Tadei após o rebaixamento do Guarani, Danilo disparou contra os métodos do treinador no período em que comandou o Bugre. Nas sete partidas em que esteve à frente do alviverde, Tadei acumulou uma vitória, um empate e cinco derrotas.

“Ele chegou no fim e não dava palestra, não passava um vídeo sobre o adversário. Ele só dava coletivo a semana inteira, não fazia tático e nem posicionamento. Desse jeito, qualquer um tinha condições de assumir o cargo, até mesmo um dos jogadores. Antes do jogo contra o CRB, por exemplo, nós nos reunimos para estudar como o adversário jogava, porque ele não fazia isso. Isso é coisa básica. Ele não pode nos jogar aos leões e precisa se reciclar”, revela.

Segundo o meia, que saiu do banco de reservas para marcar o gol de empate bugrino na derrota por 2 a 1 para o São Caetano, no sábado, a insatisfação com Tadei é geral entre os líderes do elenco. Os principais jogadores do Guarani teriam se reunido com a diretoria para pedir a saída do treinador, ameaçando inclusive deixar o Brinco de Ouro se Tadei seguir no banco de reservas no Paulistão.

“Eu, o Fumagalli e o Wellington Monteiro fomos falar com o Cláudio Corrente e com o Roberto Constantino para tirar o treinador. Se ele continuar, infelizmente o Danilo está fora. Gosto do clube, mas quero o bem do Guarani. Em sete jogos, ele ganhou apenas um. Tenho contrato com o clube, mas isso não segura ninguém. Se ele ficar, eu me reúno com a diretoria para acertar a rescisão”, garante.

Vilson Tadei tem contrato com o Guarani até o final do Campeonato Paulista de 2013. Apesar disso, grande parte da futura diretoria bugrina é contra a sua permanência, o que deve culminar na sua demissão nas próximas semanas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade