Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Dinamite diz que Ricardo Gomes é a prioridade do Vasco para 2013

Rio de Janeiro (RJ)

Com a saída de Marcelo Oliveira do comando do Vasco na manhã desta segunda-feira, o presidente cruz-maltino Roberto Dinamite já considera a possibilidade de contar novamente com Ricardo Gomes à frente da comissão técnica da equipe em 2013. Em entrevista à SporTV, o dirigente revelou que mantém contato com o ex-treinador da equipe e revelou que espera apenas o aval de Ricardo no final do ano para oficializá-lo como o novo técnico do Vasco.

“Neste momento [quatro últimos jogos do Campeonato Brasileiro], vamos desenvolver um trabalho com o [auxiliar] Gaúcho, que já deu provas de sua qualidade. Trabalhamos com o nome do Ricardo, mas até o final do ano tenho o Gaúcho. Se o Ricardo quiser, ele será o primeiro nome. Senão, iremos analisar a situação”, explicou.

Ricardo Gomes assumiu o comando do Vasco no começo de 2011, levando a equipe à conquista do título da Copa do Brasil. Em agosto do mesmo ano, no entanto, o treinador sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) durante clássico contra o Flamengo e teve que interromper, temporariamente, a carreira de técnico.

Marcelo Sadio/Vasco
Ricardo Gomes (dir) com Dinamite durante visita à concentração do Vasco; treinador pode voltar à equipe
Dinamite ainda relacionou a queda de rendimento do Vasco no Campeonato Brasileiro – a equipe perdeu os últimos seis jogos e ocupa a sétima posição – à negociação de alguns dos principais atletas do time no primeiro semestre.

“A saída de alguns jogadores, como o Fagner, Diego Souza, Rômulo, nos atrapalhou. Do Fagner, tínhamos só 20% do passe. Quando surge uma proposta boa para quem tem o restante e para o jogador, por mais que você tente, fica difícil segurar. No caso do Diego, também discordei da saída. Tínhamos 33%, tentei segurá-lo, mas a proposta naquele momento era boa”, afirmou o mandatário, revelando ainda que tentará contratar o próprio Diego Souza novamente – o meia está sem receber salários no Al-Ittihad e disse na semana passada que pretende voltar ao Brasil.

Falta de dinheiro e água - Por fim, Dinamite colocou na conta das administrações do anteriores do Vasco a delicada situação financeira do clube e afirmou que o atraso no pagamentos das contas de água e luz, que tomaram as manchetes dos veículos de comuniação na semana passada, não aconteceram só com a equipe de São Januário.

“Os problemas financeiros existem? Existem e são grandes, mas já pagamos coisas que não eram nossas, eram de outra administração. (...) O clube tem uma penhora de 100% da receita. Quero pagar, mas para isso preciso respirar. Tem muita coisa que vem lá de trás. (...) [Os atrasos nos pagamentos das contas de água e luz] são os mesmo problemas de outros clubes. O problema da água, por exemplo, é que nós, os clubes, tínhamos uma tarifa especial, que fazia com que pagássemos em média de R$ 70 mil a R$ 80 mil por mês. Mas perdemos esse direito, e uma conta que custava R$ 70 mil foi para R$ 200 mil”, garantiu.

Com Gaúcho no comando, o Vasco recebe o vice-líder Atlético-MG às 17 horas (de Brasília) do próximo domingo, em São Januário.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade