Futebol/Bastidores - ( )

Diretoria do Guarani esclarece fala do goleiro Juliano contra o CRB

Campinas (SP)

O goleiro do Guarani Juliano havia afirmado que o jogo contra o CRB, marcado para este final de semana, em Maceió, pela Série B do Brasileirão, seria uma guerra, revelando que a diretoria do clube alagoano poderia “até comprar o juiz”. As declarações do arqueiro do Bugre não foram bem aceitas pela diretoria do Galo, que as repudiou, fazendo com que a cúpula campineira se explicasse.

“O goleiro Juliano em momento algum quis ofender a moral da diretoria e do elenco do CRB, time que o Guarani enfrentará neste sábado, em Maceió, pelo Brasileirão. O jogador quis apenas dizer que o Guarani irá enfrentar uma guerra, pela necessidade da vitória das duas equipes. A diretoria do Guarani se coloca à disposição do CRB para qualquer esclarecimento”, comunicou.

Presidente do clube da Pajuçara, Marcos Barbosa havia afirmado que as declarações de Juliano, que, inclusiva, já passou por lá, no início de 2012, são uma ofensa, não só para o CRB, mas, sim para todo o Nordeste”. O departamento jurídico regatiano irá processar Juliano, que teria pedido para voltar ao CRB neste ano, por danos morais.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade