Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Feliz com a Seleção, Ronaldo prefere Alonso a Senna e Massa na F-1

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Satisfeito com a atuação da Seleção Brasileira de futebol na conquista do título do Superclássico das Américas, contra a Argentina, o ex-atacante Ronaldo preferiu falar em Fórmula 1 nesta quinta-feira e garantiu que no domingo, quando os brasileiros Felipe Massa e Bruno Senna entram na pista do Autódromo de Interlagos em prova válida pelo Grande Prêmio do Brasil, sua torcida será pelo espanhol Fernando Alonso, que disputa o título com Sebastian Vettel.

O Fenômeno participou do lançamento de um livro de luxo em homenagem aos 62 anos de Fórmula 1 nesta quinta, em um hotel da Zona Sul de São Paulo. Ao lado de Bernie Ecclestone, chefe executivo da categoria, e Viviane Senna, irmã do piloto e fundadora do Instituto Ayrton Senna, o ex-jogador confessou que aprovaria uma vitória de seus amigos brasileiros no GP decisivo da temporada 2012, mas não escondeu a preferência pelo título do espanhol ao invés do alemão, que também busca o tricampeonato.

“Este fim de semana será a terceira vez que vou assistir a Fórmula 1 no Brasil. Como morei muito tempo na Itália virei ‘ferrarista’, e espero que o Fernando Alonso seja campeão. Lógico que torço para os brasileiros, porque o Bruno Senna e o Felipe Massa são meus amigos, e se eles pudessem vencer seria maravilhoso, mas será uma grande corrida e o título está em disputa”, opinou Ronaldo, que confessou ter entrado em um carro de corrida apenas uma vez, “quando era magro”.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Ronaldo lançou o livro luxuoso da Fórmula 1, mas também ganhará sua homenagem em 2014 com o título 'Fenômeno'
Em visita aos boxes de Rubens Barrichello, Ronaldo foi convidado e sentou no banco da Ferrari do brasileiro para filmagens de uma emissora de TV. Atualmente, o piloto não definiu se seguirá na Fórmula Indy em 2013 ou mesmo se disputará novas provas na Stock Car, enquanto o ex-jogador disse não caber mais em um carro de Fórmula 1. Nem a participação em um programa de emagrecimento neste ano dá confiança ao Fenômeno.

“Hoje em dia eu não entraria, mas estou emagrecendo. No início foi difícil a rotina de treinar todo dia, mas agora me acostumei e estou gostando muito e sentindo muitos benefícios. Estou contente de participar do programa, porque isso me estimulou a emagrecer. O povo está cobrando, tanto que quando chego em um restaurante dizem que estão de olho. Hoje o Brasil tem mais de 50% de pessoas com sobrepeso e o esporte é muito bom para a vida da pessoa, fico feliz de passar essa mensagem”, garantiu Ronaldo, visivelmente mais magro do que quando integrou o programa.

Sobre a Seleção Brasileira de Mano Menezes, Ronaldo, agora como membro do Cômite Organizador da Copa do Mundo de 2014, garante que está no caminho certo: “A Seleção está melhorando, encontrando uma maneira de jogar e formando um grupo, que apesar de jovem, é forte. Cada vez que me perguntam digo que é um momento de transição e que tem esse tempo longo até chegar a Copa do Mundo. Mas vamos ver”.

Veja as possibilidades de cada piloto:

 
 

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade