Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Mesmo sem ser favorito, Brasil precisa ganhar a Copa, afirma Felipão

Rio de Janeiro (SP)

Apresentado na manhã desta quinta-feira como o novo técnico da Seleção Brasileira, Felipão já falou sobre o time que terá em mãos a partir do próximo dia 6 de fevereiro, data do jogo de sua reestreia, contra a Inglaterra, em Wembley.

“Eu não vou falar em termos de família Scolari. Nós vamos fazer uma nova composição do ambiente, com envolvimento e confiança, para que todos tenham participação”, afirmou o comandante, referindo-se ao grupo de 2002, que, pelo bom convívio, recebeu o apelido de família Scolari.

Felipão também comparou as pressões sentidas por ele em 2002, quando o Brasil correu o risco de não participar do Mundial pela primeira vez na história, e agora, já que o país é sede da próxima Copa. Segundo o treinador, a de dez anos atrás era maior.

“Nós temos a obrigação de vencer a Copa do Mundo, sim. Jogamos em casa. Ainda não somos os favoritos, mas tentaremos nos tornar ao longo das competições. Não tem nexo a gente se contentar com terceiro, quarto lugares em 2014”, declarou o gaúcho. “Em 2002, corremos o risco de ficar de fora. Agora, já estamos classificados. Tem o Parreira também, como apoio. É diferente”, acrescentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade