Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Corinthians passa pelo Inter e ganha a quarta seguida no Brasileiro

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A menos de um mês do Mundial de Clubes, o Corinthians mostra que está afinado. Neste domingo, o time do técnico Tite venceu pela quarta vez seguida, derrotando o Internacional, por 2 a 0, em Porto Alegre. Os gols foram marcados por Guerrero, no final do primeiro tempo, e Edenílson, nos acréscimos da etapa complementar.

Desanimado com a confirmação de sua desclassificação da Libertadores após a vitória do São Paulo sobre o Náutico, o Internacional foi apático. O time gaúcho abusou dos passes errados e viu o Corinthians criar as melhores chances, que se traduziram em vantagem no gol de Guerrero, no último lance da etapa inicial.

No segundo tempo, o Timão continuou melhor e, a exemplo do primeiro tempo, fez um gol no final, confirmando a vitória. A torcida corintiana que foi ao Beira-Rio ainda saboreou o rebaixamento do rival Palmeiras após a partida.

O Corinthians, que está em 5º, com 56 pontos, agora terá dois clássicos no encerramento de sua participação no Brasileiro. Domingo que vem, pega o Santos, no Pacaembu, e na última rodada enfrenta o São Paulo, no Morumbi. O Inter segue em 8º, com 51. Eliminado da briga pelo G-4,o Colorado jogará em casa diante da Portuguesa no próximo fim de semana, antes de enfrentar o Grêmio, no Olímpico, dia 2 de dezembro.

O jogo – Pouco antes de começar a partida, o Internacional viu encerradas suas já mínimas chances de disputar a Libertadores do ano que vem, já que o São Paulo venceu o Náutico, por 2 a 1, no Morumbi. Talvez isso explique o primeiro tempo anêmico do time gaúcho, que praticamente não levou perigo ao gol de Cássio.

O Corinthians criou sua primeira chance aos cinco minutos: Danilo recebeu boa bola pela direita de ataque, cruzou rasteiro e Guerrero dividiu com Muriel, mas não conseguiu marcar o gol e acabou atingindo o goleiro colorado, sem intenção. O lance dava a impressão de uma partida aberta e dinâmica, mas não foi o que ocorreu. O primeiro tempo foi marcado pela monotonia no Beira-Rio, com o Inter dominado e o Corinthians, apesar de melhor, com poucas chances na etapa inicial.

Sem imaginação e abusando dos passes errados, o Inter era pouco acossado pelo Timão. As conclusões a gol eram raridade. Guerrero tentou uma aos 23, mas o chute foi fraco. Aos 38, Chicão bateu falta bem colocada, mas Muriel agarrou sem dar rebote. O Colorado tentou acordar nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 40, Leandro Damião recebeu ótimo lançamento de Fred, entrou na cara do gol, mas a arbitragem anulou o lance de forma incorreta.

A chegada animou o Inter, que quase abriu o placar aos 44: D’Alessandro bateu falta na meia-lua e tentou o ângulo, mas a bola raspou o travessão. O Corinthians respondeu aos 46: após falta levantada na área gaúcha, Danilo apanhou a sobra e mandou na trave de Muriel. Na jogada seguinte, Douglas fez jogada pela direita e cruzou na cabeça de Guerrero, que se antecipou à zaga e ao goleiro e fez 1 a 0.

O Corinthians voltou com tudo para o segundo tempo. Logo aos 20 segundos, Douglas desarmou Rodrigo Moledo no lado esquerdo, invadiu a área e cruzou. A bola bateu em Índio e acertou o travessão. O Inter chegou duas vezes nos minutos seguintes, sem grande perigo: aos cinco, Damião desviou cobrança de escanteio e Cássio defendeu sem problemas; aos oito, Forlán arriscou chute e mandou longe, por cima. O uruguaio seria substituído por Rafael Moura, aos 20, após mais uma atuação apagada.

Melhor em campo, o Corinthians quase ampliou a vantagem aos 19 minutos: Alessandro fez grande jogada em tabelamento pela direita e cruzou. Edson Ratinho cortou, mas quase fez gol contra. Aos 34, nova chance clara para o Timão: Romarinho, que recém havia entrado, aproveitou rebote na área e mandou no ângulo, mas Muriel fez grande defesa e evitou o gol. Apático, o Inter não esboçava reação e tinha dificuldades para criar perigo.

No final, dupla alegria para os corintianos que foram ao Beira-Rio. Primeiro, a confirmação do rebaixamento do rival Palmeiras, que ocorreu após o empate entre Portuguesa e Grêmio. E aos 45, pelo golaço que coroou a superioridade corintiana neste domingo: Edenílson recebeu de Romarinho e emendou um lindo voleio, fazendo 2 a 0. A torcida colorada, insatisfeita, vaiou o Inter após o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade