Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Figueirense interrompe reação do Sport com empate, mas é rebaixado

Florianopolis (SC)

Além do Atlético-GO, a Série B do Campeonato Brasileiro de 2013 ganhou um novo integrante neste domingo. No estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, o Figueirense correu atrás do empate contra o Sport, por 1 a 1, mas não evitou a queda com três rodadas de antecedência. Já o time pernambucano, que reagia na competição, somou apenas um ponto e ficou a três de distância do Bahia e da Portuguesa, que também não venceram na rodada e seguem na briga contra o rebaixamento.

Depois de subir para a elite nacional em 2010, o Figueira fez uma campanha brilhante na última temporada, sob o comando de Jorginho, quando chegou até a brigar por uma vaga na Copa Libertadores. O projeto não teve sequência nesta temporada, quando a equipe trocou de técnico quatro vezes, perdeu o título estadual e acabou rebaixada para a segunda divisão novamente. Com 30 pontos, o Bahia, que soma 40, se tornou um rival inatingível para os catarinenses.

O Sport, por sua vez, segue na luta intensa contra o rebaixamento e soma 37 pontos, a três de seus concorrentes mais próximos. Derrotado na 35ª rodada, o Palmeiras (perseguidor mais direto dos pernambucanos) fica com quatro pontos a menos, praticamente sem chances de salvação. Na próxima rodada, o time de Sérgio Guedes joga a vida contra o Botafogo, na Ilha do Retiro, enquanto o Figueirense cumpre tabela diante do Santos, também sem ambições.

Arte GE.Net
O Jogo – Mesmo com o número de torcedores do Sport quase tão expressivo quanto os do Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, o time da casa tentou se aproveitar do fôlego dos primeiros minutos de bola rolando para criar suas chances e acuar o rival. Logo aos cinco minutos, o jovem Bruno Nazário, titular pela primeira vez da equipe praticamente rebaixada para a Série B, recebeu bom passe do improvisado Doriva, mas nem assustou Saulo, bem posicionado no lance.

Na sequência, o meio-campista de 17 anos foi o autor do passe para Aloísio, que driblou o goleiro do Sport, pediu pênalti, mas teve assinalado apenas o impedimento antes de receber o passe. Ainda pressionando, o Figueira criou boa chance com Guilherme Lazaroni, que lançou na área para Aloísio. O artilheiro da equipe no Brasileirão apenas ajeitou para a chegada de Elsinho, que mal conseguiu dominar e já perdeu a posse de bola.

Presente no campo de ataque, o Figueirense acabou dando espaços demais para o contragolpe do Sport, atento às chances. Em uma dessas jogadas, aos 23 minutos do primeiro tempo, Gilsinho, que até momentos antes da partida era dúvida do técnico Sérgio Guedes, serviu Gilberto no meio da área. O atacante do Leão da Ilha do Retiro fez o domínio e concluiu no canto de Wilson para abrir o placar.

A partir do gol do Sport, o desânimo da torcida e dos jogadores do Figueirense ficou nítido, assim como a atuação abaixo do esperado do time catarinense. Com pressão dos visitantes, que chegaram perto do segundo gol com Cicinho, aos 40 minutos, a partida descambou para a tensão e discussão de adversários dentro de campo. O apito de encerramento do primeiro tempo por Héber Roberto Lopes evitou que a situação ficasse ainda mais delicada em Florianópolis.

Na etapa complementar, foi a vez do Figueirense ouvir bronca do técnico interino Fernando Gil e partir para o campo de ataque, enquanto o Sport se recuava cada vez mais. Aos 18 minutos, tamanha a pressão, não houve jeito de evitar o empate. Após cobrança de escanteio, o goleiro Saulo saiu muito mal de sua meta e acabou deixando espaços para que Júlio César, livre na área, estufasse suas redes e deixasse a contagem igualada no Orlando Scarpelli.

Nos minutos finais, as duas equipes deixaram de lado esquemas táticos e sistemas de marcação para buscarem o resultado positivo no jogo de suas vidas. Aos 32 minutos, o Sport teve duas chances de perigo em sequência, sendo a primeira com Cicinho em cobrança de falta e a outra com Diego Ivo, que se aproveitou do rebote para chutar rente à trave de Saulo. O Figueira também se animou na reta final da partida, mas não encontrou o caminho da permanência na elite.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade