Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Bragantino faz dever de casa, derrota Boa Esporte e sela permanência

Bragança Paulista (SP)

A última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B marcou o confronto do Boa Esporte, que apenas cumpriu tabela, e o Bragantino, que começou a partida ameaçado de rebaixamento. Jogando no Nabi Abi Chedid, o Massa Bruta fez o dever de casa e venceu os mineiros por 3 a 0, confirmando a permanência na Série B.

O primeiro gol do jogo foi anotado por Malaquias, que recebeu lançamento de Preto e fuzilou o goleiro Lee. No segundo tempo, Lincom, de cabeça, ampliou o marcador e Matheus fechou o placar. Com o resultado, o Bragantino terminou a Série B do Brasileiro com 44 pontos, mesma pontuação do Boa Esporte, só que o time mineiro entrou em campo sem correr risco de queda.

Com o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, o Boa Esporte passa a focar a disputa da Taça Minas Gerais, competição que o clube ainda disputa na temporada. Na próxima quarta-feira, a equipe boveta volta a campo no primeiro jogo da semifinal contra o Nacional, de Nova Serrana, jogo no Melão, em Varginha. Já o Bragantino entra em férias e passa a pensar no estadual de 2013.

Arte GE.Net
O Jogo - Debaixo de muita chuva, Bragantino e Boa esporte começaram o duelo mostrando equilíbrio de forças, com as duas equipes buscando o gol. Aos poucos, o Massa Bruta começou a agredir com mais intensidade, mas dando espaços para o contra-ataque do time mineiro.

A Coruja do Sul de Minas entrou em campo já sem pretensões na Série B, por isso, o técnico Sidney Moraes decidiu poupar alguns jogadores, mas os substitutos procuraram mostrar serviço, dificultando a vida da equipe da equipe da casa, que encontrou problemas com a marcação do Boa Esporte. Com este cenário sobrou vontade dos dois lados, mas faltou qualidade técnica.

Apesar de atacar mais que os visitantes, o Bragantino se mostrou pouco eficiente na hora de finalizar. Aos 17, Lincom tentou desviar cruzamento pela esquerda, mas a zaga boveta aliviou o perigo. A resposta veio dois minutos depois com Fernando Karanga, que teve espaço dentro da área do Massa Bruta, mas concluiu a jogada sobre o travessão.

Aparentando nervosismo, o Bragantino teve problemas para encaixar o último passe com qualidade. Percebendo a situação, o técnico da Coruja, Sidney Moraes, pediu que seus comandados adiantassem as linhas de marcadores, com isso, o Boa Esporte passou a ser melhor no jogo, atuando de forma descompromissada, já que o duelo não valia mais nada para os visitantes.

Porém, o time do Sul de Minas bobeou na marcação, e permitiu que Malaquias recebesse lançamento de Preto e fuzilasse o goleiro Lee para abrir o placar no Nabi Abi Chedid, levando o torcedor do Bragantino à loucura nas arquibancadas. Em vantagem no placar, o Massa Bruta administrou os minutos finais para ir para o vestiário com marcador favorável.

Na volta do intervalo, o Boa Esporte perdeu ótima chance de empatar o jogo com o avante Marcelo Macedo, que driblou o zagueiro e buscou o ângulo do goleiro Gilvan, mas a bola caprichosamente acertou o travessão. O lance serviu de motivação para os mineiros, que exerceram pressão em cima do Bragantino.

Aos 14, Esquerdinha tentou um arremate de longa distância, que passou muito perto da trave direita do goleiro Gilvan. Jogando de forma fechada, o time de Vagner Benazzi primeiro procurou não sofrer o empate, e só em lances esporádicos arriscou-se no ataque. Foi assim, aos 20, quando Carlinhos tentou um voleio após cobrança de escanteio e errou o alvo.

Aos 23, o Massa Bruta teve mais uma chance de ampliar o placar com Léo Jaime, que finalizou pela linha de fundo. Dois minutos depois, Lincom acertou excelente cabeçada, no ângulo de Lee, dando mais tranquilidade para o Bragantino. Com dois gols de vantagem, a equipe de casa administrou o resultado, mas ainda chegou ao terceiro gol em um contra-ataque em alta velocidade, que terminou com o tento de Matheus.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade