Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Criciúma estraga festa de Evando e arranca empate do Avaí no final

Florianopolis (SC)

A aposentadoria de Evando não saiu da maneira que o torcedor gostaria. O Criciúma arrancou um empate por 1 a 1 com Avaí nos minutos finais da partida disputada neste sábado, na Ressacada, e terminou o Brasileiro da Série B na segunda colocação. Já o clube azul e branco, que não tinha mais pretensões no torneio, se manteve na sétima posição e saudou o ídolo em seu adeus ao futebol profissional.

Evando ficou marcado na história do Avaí após cinco passagens de sucesso por Florianópolis. Sem ter as oportunidades que imaginou nesta Série B, o jogador anunciou a sua despedida do esporte no final da temporada e recebeu o presente do técnico Argel Fucks de poder jogar o clássico com o Criciúma. Aos 39 minutos, o atleta foi substituído pelo treinador e ovacionado pela torcida que compareceu no seu adeus.

Com um gol de Julinho, no primeiro tempo, e Douglas, no segundo, os dois clubes de Santa Catarina somaram um ponto cada e agradaram aos seus torcedores nas arquibancas da Ressacada. O Criciúma, que já havia conquistado o acesso, ficou com 73 pontos e o vice-campeonato. O Avaí, por sua vez, se manteve em sétimo, com 59, e focará no planejamento de 2013 para voltar à elite.

O Jogo - O público que compareceu na Ressacada presenciou um primeiro tempo de intensa movimentação e vibrou com os lances que marcaram o início do clássico. Disposto a encerrar a sua carreira com chave de ouro, o meia Evando buscou o ataque e pediu a bola desde o apito inicial do árbitro. Contudo, o Criciúma assustou antes do Avaí e quase abriu o marcado aos cinco minutos, quando Ozeia cabeceou cruzamento de Lins na rede pelo lado de fora.

Enquanto os donos da casa continuavam arriscando chutes de longe e tentavam o gol em jogadas esporádicas, o Criciúma mostrava mais qualidade na frente e assustava o goleiro Marcelo Moretto. Aos 13, o Tigre voltou para a área azul e branca com Lins e quase saiu do estádio com um golaço. O atacante fez grande jogada individual, mas concluiu sem perigo.

A resposta do Avaí veio logo após a torcida visitante vibrar com o revés sofrido pelo Goiás no Serra Dourada. O gol do Joinville acordou os jogadores que tentavam atrapalhar o título do Criciúma e levaram todo o time catarinense para o ataque. Aos 24, Julinho buscou o cruzamento para Evando e quase enganou Michel Alves. Já aos 30 minutos, o próprio Evando cabeceou para as redes e parou nas mãos do arqueiro tricolor.

Arte GE.Net
O Avaí ainda ameaçaria aos 34 minutos, com uma forte cabeçada de Matheus Ferraz, mas não levaria sucesso até os 37. Ao tentar consertar investida adversária e trabalhar a bola para o Criciúma, o meia Kléber errou no setor defensivo e deixou limpa para Julinho fuzilar a meta visitante. O gol levantou a torcida local e motivou o clube a continuar buscando as redes no segundo tempo de jogo.

Logo aos sete da etapa complementar, o Leão mostrou que as investidas esboçadas pelo Criciúma não haviam surtido efeito psicológico e exigiu de Michel Alves uma grande defesa. Evando aproveitou cruzamento que passou por toda a extensão da área e parou na brilhante intervenção do camisa 1 do rival.

A sequência do duelo ficou marcada pelo equilíbrio no meio-campo e só voltou a empolgar o torcedor quando o Criciúma partiu para cima dos mandantes. Aos 22 minutos, André Gava mandou o petardo para o gol e viu Marcelo Moretto espalmar em grande estilo. Já aos 27, Marlon passou como quis pela marcação e Moretto precisou torcer após um desvio levar a bola para perto de sua trave.

Enquanto o torcedor fazia festa para se despedir de Evando, o Criciúma focava no resultado dentro de campo. Apesar de já não ter mais chances de ser campeão da Série B, o Tigre voltou a buscar o jogo perto dos minutos finais e balançou as redes com Douglas. O atleta aproveitou o rebote dado pelo goleiro adversário e mandou o tiro para igualar o marcador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade