Futebol/Brasileirão Série B - ( - Atualizado )

No Barradão lotado, Vitória tenta volta à Série A enfrentando o Vovô

Salvador (BA)

Um empate. É tudo o que o Vitória precisa para voltar à Série A do Campeonato Brasileiro, após dois anos de espera. E o Leão da Barra terá a sua oportunidade final neste sábado, às 16h20 (de Brasília), contra o Ceará, que já não tem mais objetivos concretos nesta competição, no Barradão, em Salvador, pela 38ª e última rodada do Brasileirão.

Para o jogo mais importante desta temporada, o técnico do Rubro-Negro, Paulo César Gusmão, terá dois desfalques: o lateral esquerdo Gílson e o atacante Élton, que estão suspensos. Mansur será o substituto do primeiro. Já a outra substituição só será revelada pelo treinador momentos antes da partida. O volante Esdras e o meia Leílson, recuperados de lesão, retornam à relação.

PC Gusmão afirmou que o apoio do torcedor leonino deve ser um diferencial na confirmação da volta à Primeira Divisão. “O torcedor precisa comparecer. Ele precisar lotar o Barradão, ser o 12º jogador e, principalmente, o combustível dos atletas. Nós vamos enfrentar o Ceará dentro de nossa casa e com toda a responsabilidade de vencer. E eu sei que a torcida vai apoiar”, garantiu.

Divulgação
O técnico PC Gusmão apelou ao Senhor do Bonfim para ser abençoado com uma vitória e o acesso à elite
De acordo com as informações da imprensa baiana, 27 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para a partida deste sábado. A expectativa da diretoria do Vitória, no entanto, é a de lotação máxima do Barradão, que comporta 35 mil torcedores. O Pituaçu também deverá estar lotado no domingo, quando o rival Bahia tenta se livrar do rebaixamento à Série B.

Fora das quatro linhas, diretoria, comissão técnica e jogadores do Leão da Barra esperam contar com uma ajuda especial. Isto porque, nesta quinta-feira, PC Gusmão suspendeu os treinamentos da manhã e foi para a Colina Sagrada, na capital baiana, pedir a proteção do Senhor do Bonfim. “Independente da religião, temos que aceitar as coias boas”, disse Gusmão.

Do outro lado, tudo o que o time do Ceará quer é voltar a vencer, já que os triunfos não aparecem em Porangabuçu há oito rodadas. O Vovô não sabe o que é conquistar os três pontos na Série B desde o último dia 13 de outubro, na goleada sobre o América-RN, por 4 a 0, em Fortaleza. O goleiro Diónatan afirmou que o Alvinegro irá respeitar o adversário e também buscar a vitória.

“Não importa o time que vai estar do outro lado. O Ceará vem atravessando uma fase delicada, e só a vitória interessa, então não podemos pensar nos objetivos do adversário”, receitou o arqueiro. “Se o Vitória está na briga, é porque vem sendo eficiente. Nós vamos respeitar o time deles, mas sem nos esquecer de que é o nosso trabalho que está em jogo”, finalizou Diónatan.

Divulgação
Barradão terá lotação máxima para este sábado: 27 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente
E para voltar a triunfar, o técnico Anderson Silva tem um reforço de peso. O atacante Mota, que se queixou de dores musculares nos treinamentos desta semana, foi liberado pelo departamento médico e está à disposição do treinador. O jogador é o artilheiro do time cearense nesta Série B, com 13 gols marcados.

No histórico de confrontos entre os nordestinos, o Vitória leva ligeira vantagem. Em 17 jogos, foram seis vitórias leoninas, cinco alvinegras e seis empates. Mas os baianos não derrotam o Ceará no Barradão há dez anos, após um 2 a 1, pela Copa do Nordeste. De lá para cá, foram mais três encontros na Bahia, com dois empates e uma vitória cearense.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X CEARÁ

Arte GE.Net
Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA) 
Data: 24 de novembro de 2012, sábado 
Horário: 16h20 (de Brasília) 
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa/PE) 
Assistentes: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (Fifa/MG) e Paulo César Silva Faria (MT)

VITÓRIA: Deola; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Victor Ramos e Mansur; Fernando Bob, Michel, Willie e Pedro Ken; Tartá e William 
Técnico: PC Gusmão

CEARÁ: Dionantan; Apodi, Dassayev, Heleno e Eusébio; Régis, João Marcos, Leandro Chaves e Luiz Henrique; Mota e Robert
Técnico: Anderson Silva

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade