Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Com golaço de Oscar e dois de Willian, Chelsea vence o Shakhtar

Londres (Inglaterra)

Atuando fora de casa contra o último vencedor da Liga dos Campeões, o Shakhtar Donetsk mostrou que tem toda a capacidade de surpreender na maior competição europeia. Com dois gols de Willian, a equipe foi superior durante boa parte do jogo, mas acabou derrotado pelo Chelsea com Moses marcando um gol nos acréscimos. A equipe londrina ainda contou com um golaço de Oscar para vencer por 3 a 2.

O time londrino abriu o placar logo aos cinco minutos do primeiro tempo por conta de uma falha do goleiro Pyatov, que tentou afastar cruzamento e acabou fazendo a bola rebater em Fernando Torres e terminar no gol. Os visitantes empataram quatro minutos depois, com Fernandinho avançando pela direita e cruzando rasteiro para trás para finalização de Willian.

Envolvendo os adversários com tabelas de seus meias brasileiros, Willian, Alex Teixeira e Luiz Adriano, o campeão ucraniano teve várias oportunidades para virar na primeira etapa, mas uma genialidade de Oscar devolveu a liderança ao Chelsea. Aos 39 minutos, o meia da Seleção Brasileira viu Pyatov fora do gol para tentar afastar um cruzamento, dominou e, quase do meio-campo, acertou voleio direto para as redes.

Logo no primeiro minuto da etapa final, porém, Willian marcou seu segundo gol em lance semelhante ao primeiro. Srna foi lançado por Fernandinho pela direita e cruzou para a batida de primeira do meia. Os Blues ainda tiveram um gol anulado por impedimento de Mikel em cabeçada após cobrança de falta de Mata, mas o gol da vitória seria marcado em cabeçada de Moses após cobrança de escanteio aos 48 minutos.

AFP
Alvo do Chelsea durante a janela, Willian marcou dois
Com o resultado, o Chelsea chega aos sete pontos e se iguala ao próprio Shakhtar Donestsk na liderança do Grupo E. A Juventus, que goleou o Nordsjaelland por 4 a 0, vem logo atrás com seis pontos conquistados. Com apenas um ponto, o time dinamarquês é o lanterna.

O jogo - A partida teve um início frenético. O Chelsea começou melhor e, após assustar em cruzamento de Oscar aos cinco minutos, abriu o placar logo no lance seguinte. Hazard roubou a bola no campo de ataque e cruzou para o goleiro Pyatov tentar afastar a bola, mas se atrapalhar e acertar Fernando Torres, que desviou para o fundo do gol.

Depois disso, porém, quem tomou conta da partida foi o Shakhtar. O empate demorou apenas quatro minutos, com Willian finalizando de primeira um cruzamento da direita de Fernandinho. A equipe ucraniana seguiu melhor: em apenas três minutos, boas finalizações de Hubschman e Fernandinho e um susto de Ryan Bertrand, que quase marcou contra.

Dos 15 minutos para frente, porém, o ritmo do jogo foi diminuindo gradativamente. Mesmo atuando fora de casa, o time ucraniano cadenciava o jogo e passava mais tempo com a bola, chegando a ter 57% de posse de bola. Muito entrosada, a equipe levava perigo com rápidas trocas de passes.

Aos 29, por exemplo, uma bela triangulação brasileira quase garantiu a virada. Willian, Luiz Adriano e Alex Teixeira trocaram passes até a bola chegar para finalização deste último da entrada da área. O chute cruzado, porém, passou à direita do gol.

Mesmo com a superioridade ucraniana, uma genialidade faria o Chelsea chegar ao intervalo na frente. O goleiro Pyatov saiu da área para afastar de cabeça um lançamento e a bola ficou com Oscar, que, quase do meio-campo, acertou o gol com um belo voleio.

AFP
O ex-colorado Oscar voltou a se destacar na Liga dos Campeões e marcou um golaço quase do meio-campo
A etapa final começou com um gol de Willian. Em lance muito semelhante ao primeiro tento do brasileiro, Srna recebeu passe em profundidade de Fernandinho cruzou para o ex-corintiano balançar as redes. A equipe ucraniana começou melhor o segundo tempo e viu Rat acertar a trave de fora da área aos oito minutos.

Depois disso, porém, os Blues foram melhorando no jogo e chegaram a balançar as redes aos 21 minutos, mas Mikel estava impedido ao cabecear a cobrança de falta de Mata.

Finalmente com o controle das ações no jogo, o próprio Mikel quase marcou aos 33, mas o chute de primeira do volante após cobrança de escanteio passou raspando à esquerda do gol. Aos 48, o gol da vitória: o reserva Moses subiu sozinho para cabecear cobrança de escanteio de Mata e garantir os três pontos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade