futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Real busca empate no fim e frustra Dortmund; City se complica

Madri (Espanha)

Depois de protagonizarem um grande jogo na última rodada do primeiro turno do grupo D da Liga dos Campeões da Europa, Real Madrid e Borussia Dortmund voltaram a se enfrentar nesta terça-feira. Sem se importar com a mística do estádio Santiago Bernabéu, o time alemão mandou no placar em boa parte do jogo, mas amargou a igualdade por 2 a 2 no final com o gol de Ozil, perdendo, portanto, a chance de se classificar com antecedência para as oitavas de final.

Apostando na posse bola, o Real tentou envolver os borussianos nos primeiros minutos, mas sem incomodar o goleiro Roman Weindenfeller. Aos poucos, os visitantes passaram a pressionar a saída de jogos dos madridistas e a jogar no erro do adversário, como no jogo na Alemanha.

Mas foi outra jogada característica dos aurinegros que resultou em gol na capital espanhola. O lateral direito polonês Lukasz Piszczek lançou da defesa, Robert Lewandowski desviou e a estrela Marco Reus soltou a bomba de perna direita para abrir o placar aos 27 minutos.

AFP
Com esquema tático armado para surpreender o Real, Jurgen Klopp levou quatro dos seis pontos contra o Real
Sob vaias da empolgada torcida alemã, que compareceu em bom número ao Bernabéu, os merengues passaram a abusar das jogadas aéreas, até que Mesut Ozil pegou rebote na esquerda e cruzou na medida para o luso-brasileiro testar firme e deixar tudo igual.

Sem se assustar com os ânimos renovados do Real, o Dortmund voltou a comandar as ações na partida e, aos 44 minutos do primeiro tempo, retomou a ponta do placar. Novamente em lançamento longo, Kevin Grosskreutz desviou para Mario Gotze dominar, dividir com Alvaro Arbeloa e tocar por cima de Iker Casillas. Já no segundo tempo, a Uefa confirmou o gol contra do madridista.

AFP
Sumido durante toda a partida, Mesut Ozil foi decisivo contra seu rival dos tempos de Schalke 04
Pressionando desde os primeiros minutos da etapa complementar, o Real Madrid chegou a balançar as redes, mas o juiz anulou por impedimento de José Callejón. Já na reta final da partida, o atacante espanhol voltou a aparecer na área, mas Grosskreutz salvou em cima da linha fatal após jogada de Kaká, substituto de Arbeloa na partida.

Já aos 43 minutos da segunda etapa, o alemão Ozil cobrou falta por cima da barreira e, aproveitando excesso de confiança de Weidenfeller, viu a bola quicar na linha e morrer no fundo do gol aurinegro. Com o resultado, o Real Madrid chega a sete pontos ganhos, na segunda colocação. Com oito, o Borussia Dortmund é o líder.

Sonho distante - Em pleno Etihad Stadium, o Manchester City se livrou por pouco de mais um vexame na Liga. Depois de ser eliminado na primeira fase na temporada passada, os citizens saíram perdendo por 2 a 0 para o Ajax, em dois gols de Siem de Jong aproveitando vacilos da defesa. Heróis do título do Campeonato Inglês, o marfinense Yaya Touré e o argentino Kun Aguero buscaram o empate para os mandantes, mas não mudaram a situação complicada no grupo D. Nos minutos finais, o City ainda reclamou de um gol mal anulado de Aguero e de um possível pênalti em cima de Balotelli.

Com apenas dois pontos conquistados, o milionário Manchester City precisa tirar uma diferença de cinco pontos para chegar ás oitavas de final, e de dois para ultrapassar o Ajax para, no mínimo, seguir para a Liga Europa. Os holandeses são os terceiros do grupo, com quatro pontos.

AFP
Assim como na título inglês, Aguero foi decisivo para manter o City com mínimas chances de chegar às oitavas

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade