Futebol/Mundial de Clubes - ( )

Danilo aponta o São Paulo de 2005 como espelho para o Corinthians

Helder Júnior São Paulo (SP)

Danilo não se importa em dizer que se inspira em um rival do Corinthians para conquistar o Mundial de Clubes deste ano, no Japão. Afinal, o próprio veterano meio-campista era um dos integrantes do time vitorioso do São Paulo em 2005.

“Aquela equipe do São Paulo é um espelho para a nossa. Todo mundo se ajuda nestes times, tem os pés no chão e marca”, comentou o ex-são-paulino.

Assim como o São Paulo, que teve o Liverpool como adversário na decisão do Mundial, o Corinthians vê uma equipe inglesa como a sua principal concorrente na disputa pelo título da Fifa. Para Danilo, o Chelsea poderá cometer o mesmo erro dos vice-campeões de 2005.

“A qualidade dos times ingleses é muito grande, mas isso não garante a vitória. Se eles entram em campo achando que já ganharam, acabam perdendo”, avisou o meia.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Ex-são-paulino Danilo está animado para o clássico da última rodada do Campeonato Brasileiro
Danilo também rejeita o otimismo exagerado para o Corinthians. Assim como o técnico Tite e o lateral esquerdo Fábio Santos, outro campeão mundial pelo São Paulo, ele gosta de enfatizar as dificuldades da semifinal do torneio.

“Não podemos ser surpreendidos. Sei que o primeiro jogo é muito difícil. Devemos estar preparados, respeitando todos os adversários, mas nos impondo dentro de campo”, disse Danilo. “A gente sabe que não existe jogo de volta, então a possibilidade de errar é zero. Vamos para o Japão com concentração total e humildade”, prometeu.

Antes de pensar no Mundial, no entanto, os corintianos ainda têm três compromissos no Campeonato Brasileiro. Curiosamente, o último deles (depois dos jogos com Internacional e Santos) será contra o ex-clube de Danilo.

“A partida contra o São Paulo representa uma final, além de servir de preparativo para o Mundial. Estamos nos preparando para tudo. A última rodada tem um clássico importante, e esperamos fazer um grande jogo e conseguir a vitória”, bradou o campeão do mundo de 2005.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade