Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Fifa nega 'plano B' após cogitar fazer torneio com só quatro sedes

Thiago Bastos Ferri, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Após o anúncio das seis sedes para a Copa das Confederações de 2013, a Fifa confessou que chegou a cogitar fazer o evento com menos cidades. Diante da preocupação com Recife e Salvador, que estão atrasadas em relação ao cronograma inicial para o evento do próximo ano, foi estudada a possibilidade de se realizar a competição com apenas quatro sedes.

“Para nós foi importante o compromisso que foi adquirido. Chegamos a estudar as opções, tiveram momentos em que pensamos fazer com quatro ou cinco cidades, mas, no final, todo o pacote nos convenceu de que podemos fazer os testes a tempo”, disse Walter De Gregorio, diretor de comunicações da Fifa, em evento no Museu do Futebol, em São Paulo (SP).

Ao divulgar que Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Salvador e Fortaleza seriam as sedes da competição, que servirá como testes para a Copa-2014, a entidade que gere o futebol confessou que o comprometimento dos estados foi decisivo para não cortar cidades. Mesmo com o problema de calendário, nem plano B os organizadores afirmam ter.

Djalma Vassão/Gazeta Press
De Gregorio: "Não há mais como voltar atrás"
“Não tem (segunda opção), mas nós sabemos que esta é a data. Se não estivéssemos confiantes, as cidades nem seriam anunciadas. Não tem como voltar agora, e acreditamos en 100% de que podemos entregar, juntos, os estádios dentro da data programada”, acrescentou De Gregorio.

O ideal para a Fifa era que os estádios estivessem prontos até o final do ano, mas apenas o de Fortaleza e Belo Horizonte devem estar finalizados nesta data. Com isso, ficou definido que 15 de abril será o limite, para que possam ser realizados eventos-teste nos locais que receberão a Copa das Confederações.

“Convencidos pelas palavras e garantias apresentadas pelos representantes das seis sedes, fazemos um compromisso de realizar ao menos dois testes nas sedes, sendo um antes do dia 15 de abril. A segurança e o sucesso dependem destes testes”, acrecentou o presidente da CBF e do Comitê Organizador Local (COL), José Maria Marin.

Os testes a serem realizados em abril do próximo ano servem para verificar o acesso ao estádio, o campo de jogo, a parte eletrônica e analisar a adaptação do local. Nesta fase, a principal hipótese é de que os estádios da Copa das Confederações sejam colocados à prova em uma partida de futebol, mas eventos musicais também poderão ser usados.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade