Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Amigo de Wellington, corintiano diz que não terá ferida no clássico

Thiago Bastos Ferri, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Revelado nas categorias de base do São Paulo, o volante corintiano Willian Arão é amigo do tricolor Wellington, que alfinetou o Corinthians nesta quinta-feira. Próximos do clássico entre os dois rivais, domingo no Pacaembu, o camisa 5 do atual finalista na Copa Sul-americana disse que seu time quer deixar o Timão “triste e dolorido” próximo de sua ida para o Mundial.

Já sem pretensões no Campeonato Brasileiro (assim como o clube do Morumbi, garantido na próxima Copa Libertadores), Arão minimizou a importância do resultado do confronto, apesar da rivalidade, pois os alvinegros já estão com a mira focada no torneio a ser realizado neste próximo mês, no Japão.

“Ele tem que defender o dele. É um amigo, mas o melhor time é o que irá vencer. Vamos nos preparar para o Mundial, pensando no jogo com o São Paulo e, se por acaso a gente perder, não vai ter ferida nenhuma. Estamos com a cabeça um pouco lá, e um pouco cá também”, confessou o camisa 17.

Para seu último jogo na liga nacional deste ano, o técnico Tite ainda não sabe se contará com a zaga titular, Chicão e Paulo André. Os dois foram poupados do treino desta quinta e só atuarão, caso não corram riscos de desfalcar o Corinthians no Mundial. O encontro com o São Paulo está marcado para as 17 horas (de Brasília), no estádio do Pacaembu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade