Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Técnico espera evolução na parceria entre Guerrero e Sheik

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Ainda que prefira deixar para sexta-feira a confirmação da equipe que enfrentará o São Paulo, Tite provavelmente voltará a escalar Emerson e Guerrero na frente. O treinador gosta dos dois jogadores e espera que eles ganhem entrosamento até a disputa do Mundial.

“Eles atuaram juntos uma vez só. Vai ter um período de crescimento, são necessários alguns ajustes naturais. O Emerson precisa adquirir ritmo também”, comentou o treinador, que tem no clássico do final de semana a última oportunidade para realizar testes em uma situação de jogo.

Guerrero vem participando com freqüência dos confrontos do Timão e tem agradado ao chefe. Já o Sheik, que passou mais de um mês em recuperação de uma lesão no joelho direito, voltou a entrar em campo há pouco mais de uma semana e só foi titular contra o Santos, sem conseguir um grande desempenho.

Divulgação/Agência Corinthians
O centroavante Guerrero deverá atuar ao lado de Emerson pela segunda vez no clássico contra o São Paulo
Decisivo na conquista da Copa Libertadores, Emerson é o cara em quem Tite vê a possibilidade de fazer diferença no mano a mano. Sua evolução será observada na partida contra o São Paulo e nos treinamentos programados até a estreia no Mundial, no dia 12 de dezembro, em Nagoya.

“O jogo pode mostrar alguma coisa, dar algum sinal. Vou observar o momento técnico, o entrosamento e o ritmo de todos os atletas para tomar qualquer decisão. Quero aguardar, deixem-me aproveitar o tempo que ainda tenho”, disse o comandante.

Tempo é o que também pede o gaúcho na definição sobre a participação de Fábio Santos, que se recupera de lesão na coxa direita, na partida contra o São Paulo. “Há uma possibilidade de utilização, sim, mas são o departamento médico e o físico que vão falar. Desta vez, não é o campo”, sorriu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade