Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tite faz cobranças antes de deixar Romarinho na reserva corintiana

Helder Júnior São Paulo (SP)

Romarinho não sentou mais no banco de reservas do Corinthians desde a conquista da Copa Libertadores da América. A situação mudará neste sábado. O técnico Tite preferiu escalar Guerrero, Martínez e Jorge Henrique em seu ataque na partida contra o Coritiba, no Pacaembu, e explicou a decisão para o novato.

“Já conversei com o Romarinho. Ressaltei a maturidade. Disse que ele não estava tendo a mesma intensidade dos outros, com conclusões às vezes imprecisas – foram duas chances claras perdidas contra o Atlético-GO”, criticou.

Tite não acredita que o jovem irá se abater com as cobranças. “São correções normais que a gente faz. O Romarinho é um bom menino e vai me ouvir. Também deve escutar o pai e a mãe dele. Mesmo sem conhecê-los, tenho admiração pelos dois”, sorriu.

Além de falar sobre a inexperiência e falta de pontaria de Romarinho, Tite enalteceu os concorrentes de posição do atleta. O argentino Martínez, autor de um gol sobre o Atlético-GO, já foi perdoado pela ameaça de deixar o Corinthians se não se firmasse entre os titulares. “Houve uma conversa minha com ele na frente do grupo todo. É um fato superado”, garantiu o comandante.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Tite fez elogios ao "cascudo" Jorge Henrique na disputa pelas vagas no ataque titular do Corinthians
Já Jorge Henrique se mostra um “jogador cascudo”, nas palavras de Tite. No Corinthians desde a temporada de 2008, o atacante sofre recorrentes lesões e acostumou-se com contratações de impacto para a sua posição. Quando chegam os momentos importantes (como a disputa de um Mundial de Clubes), no entanto, ele é titular. “Há o componente da coragem. Isso acaba pesando. O Jorge ficou 30 dias comendo a massa, preparando-se”, apontou o técnico.

Guerrero, por sua vez, é o atacante que menos corre risco de perder espaço no time titular. Tite gosta de contar com uma referência ofensiva como o peruano em sua equipe. “Ele foi bem contra o Vasco e é um pivô importante, de área, específico da função”, elogiou. “Mas, se não tiver desempenho, será preterido. Isso é inevitável”, ressalvou.

Tite ainda está à espera de outro atacante para competir com Romarinho, Martínez, Jorge Henrique e Guerrero no Corinthians. Emerson Sheik, o herói da final da última Copa Libertadores da América, segue em recuperação de lesão no joelho direito.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade