Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Vagner Love é ventilado no Corinthians, mas diretoria nega interesse

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A eterna novela envolvendo o ex-palmeirense Vagner Love e o Corinthians voltou a ter mais um capítulo nesta terça-feira. Segundo informações veiculadas no Rio de Janeiro, o Timão já teria entrado em contato com centroavante do Flamengo para viabilizar a sua vinda na próxima temporada. Os boatos, no entanto, pegaram a diretoria paulistana de surpresa e foram prontamente negados pelo diretor de futebol Roberto de Andrade.

O dirigente foi chamado no CT Joaquim Grava para comentar sobre um novo interesse do clube em contar com o atual camisa 99 do Flamengo e não escondeu sua insatisfação diante da forma como o assunto foi tratado antes do Mundial de Clubes da Fifa. “O Vagner Love não foi oferecido e o Corinthians também não está negociando com o Vagner Love. Não sei de onde surgiu isso, não sei se pela imprensa. Não existe nada de Vagner Love no Corinthians.”

A contratação de Vagner Love protagonizou uma das principais novelas envolvendo o Timão no mercado de transferências. Em 2005, a equipe contava com os milhões de dólares investidos pela MSI e chegou a estampar camisas com o nome do atleta em lojas oficiais. O próprio atacante concedeu uma entrevista em um estabelecimento licenciado pelo time, mas nunca foi liberado pelo CSKA Moscou para reforçar o clube de Parque São Jorge.

Sem tomar uma postura ousada como a vista na época, Roberto de Andrade garantiu que o foco está apenas no Mundial e reiterou que o Corinthians não irá especular contratações até o encerramento da competição. “É um grande jogador. Qualquer clube gostaria de ter o Vagner Love no seu elenco, mas não é o caso. Não sabemos se vamos trazer mais um atacante ou não. Isso não está definido com a comissão técnica e não podemos frisar o nome do Vagner Love ou de qualquer outro atleta.”

Caso o Corinthians queira de fato ter o centroavante flamenguista, o time teria de arcar com uma pesada dívida contraída pelo Rubro-Negro. O clube carioca ainda não pagou sete dos dez milhões de euros que deve ao CSKA Moscou e repassaria o montante para um futuro comprador. No Parque São Jorge, pelo menos, esta questão não é nem cogitada pelos dirigentes.

“É bastante. O que você não pagou terá de pagar. É um valor alto e é uma coisa difícil para o Corinthians, para o mercado brasileiro. Mas não vamos nos preocupar como os dez milhões, porque não é um problema nosso” declarou Roberto de Andrade, que aproveitou para deixar um futuro interesse corintiano envolto em mistério. “Tudo pode mudar. Não estamos atrás, mas não sabemos o dia de amanhã”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade