Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Azulão bate Criciúma fora de casa e se mantém na briga pelo G-4

Criciúma (SC)

Vindo de uma derrota no clássico com o Joinville, o Criciúma recebeu o São Caetano no estádio Heriberto Hulse e decepcionou sua fanática torcida mais uma vez ao ser derrotado por 2 a 0. Esbarrando na boa atuação do goleiro Luiz, o Tigre deixou o gramado lamentando o terceiro revés consecutivo dentro de casa e a arrancada do Azulão em busca de uma vaga no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o gol contra do volante França e outro do centroavante Leandrão, o time paulista chega aos 64 pontos na tabela de classificação e agora torce por tropeços de Vitória e Atlético-PR para seguir sonhando com o acesso. Ainda na vice-liderança, os catarinenses mantêm os 68 e podem subir já na próxima rodada dependendo de uma combinação de resultados.

Na próxima rodada, a 36ª da competição nacional, o São Caetano recebe o Boa Esporte no Anacleto Campanella, no ABC Paulista, às 19h30 (de Brasília) de sexta-feira. No sábado, às 16h20, o Criciúma viaja para Goiaininha, no interior do Rio Grande do Norte, para encarar o América-RN no estádio Nazarenão.

Arte GE.Net
O jogo – Tentando se aproveitar do apoio da torcida, o Tigre iniciou a partida pressionando e, em jogada do Lins, quase abriu o placar em jogada individual. Na sequência, o atacante avançou pela ponta e rolou na medida para Douglas chegar batendo e isolar a bola.

Apostando nos contra-ataques e nas bolas paradas, o Azulão foi mais eficiente e chegou ao gol aos 27 minutos do primeiro tempo. Pedro Carmona cobrou escanteio e França desviou contra o próprio patrimônio. Também em bola parada, o Criciúma tentou responder, mas a falta batida por Eric saiu à direita de Luiz.

Na velocidade, Danielzinho desperdiçou boa oportunidade ao sair do goleiro Douglas e bater na rede pelo lado de fora. O ritmo do jogo seguiu acelerado e, de longe, Fransérgio obrigou Luiz a fazer boa defesa. Na volta do intervalo, o técnico interino Aílton Silva lançou Marcone na vaga de Geovane, abrindo mão dos três atacantes, mas, seis minutos depois, o volante se lesionou e deu vaga a Éder.

Novamente mais ofensivo, o time paulista assustou a torcida catarinense com Danielzinho, mas o atacante vacilou mais uma vez ao driblar Douglas e perdeu chance de ampliar o placar. Mais tarde, o centroavante Leandrão, que havia perdido boa chance de cabeça, aproveitou rebote do goleiro após chute de Éder para aumentar a vantagem.

Na base da vontade e da pressão, o time da casa buscou o empate até os minutos finais, mas parando sempre na noite inspirada do goleiro Luiz, que chegou a salvar gol certo de Gilmar aos 44 minutos, definindo a bela vitória do Azulão no interior de Santa Catarina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade