Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Souza confirma desentendimentos com Celso Roth, mas evita polêmicas

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Além das derrotas e da campanha irregular no Brasileiro, o Cruzeiro tem que conviver com o atrito entre jogadores e comissão técnica. Nas últimas horas, foram divulgadas informações dando conta de desentendimentos entre o técnico Celso Roth e o meia Souza, que chegou, inclusive, a ser cortado até do banco de reservas no duelo contra o Santos. O jogador não quis polemizar e justificou alegando que houve apenas um mal-entendido.

“Vocês podem ligar para 300 treinadores, onde passei sempre fiz amizade. Eu me dou bem com a imprensa. Encontro amigos de vocês e o pessoal sempre gosta das minhas entrevistas. Teve um problema sim, mas não quero entrar em polêmica. Não chegamos a ter divergência. Chegou uma situação para ele. É uma história que vai passando e nunca chega como deve ser contada”, disse Souza, que afirmou que entendeu a decisão do treinador, mas revelou que não gostou.

“Até entendo pela situação do clube e a pressão que ele vem passando. O que me deixou chateado é que trabalhei já com ele no Grêmio. Foi um dos meus melhores anos, quando fiz 30 gols. Ele conhece minha índole, só que não deixou falar minha versão do que aconteceu. Chegou de maneira errada e credito isso pela situação. Sob pressão, as pessoas ficam com pavio mais curto”, declarou.

Questionado sobre a ausência na partida contra o Santos, Souza afirmou que ficou surpreso com a decisão. “Como vocês, eu fiquei surpreso. Fiquei fora de uma relação de um jogo importante, como estão sendo os últimos. Me pegou de surpresa. O Celso teve oportunidade de dar explicação dele. Ele já falou porque foi. Isto é uma coisa normal. Eu vou deixar do jeito que está. A única coisa que não quero é entrar em polemica. Ele é treinador e ele quem decide”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade