Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Adriano vai ao CT e se despede, mas sonha voltar ao Flamengo em 2013

Rio de Janeiro (RJ)

Após o anúncio feito por Zinho de que Adriano não era mais jogador do Flamengo, o atacante apareceu no CT do Ninho do Urubu na manhã desta quarta-feira para se despedir. O Imperador falou com funcionários e atletas do clube, antes de aparecer na sala de imprensa para um rápido pronunciamento à imprensa, sem responder a perguntas dos jornalistas.

Fora de forma e ausente em treinamentos, o atacante anunciara na segunda que não atuaria mais nesta temporada. A decisão se deu, segundo ele, para resolver seus problemas e, consequentemente, não atrapalhar mais o Flamengo. “Agradeço o carinho e apoio no clube, mas acho que essa decisão vai ser boa para mim. Tenho muito para resolver e sei que tenho portas abertas no Flamengo", disse o jogador. 

Na tarde dessa terça-feira, o diretor de futebol do clube, Zinho, explicou que a situação de Adriano se tornou insustentável e, por isso, ficou decidida sua saída. No anúncio, esperava-se que o jogador estivesse presente, mas ele alegou que não teria tempo, pois compareceu, antes, à primeira audiência judicial relacionada ao tiro sofrido na mão por Adriene Cyrilo Pinto quando andava no carro do Imperador, na véspera de Natal do ano passado.

“Foi uma decisão inteligente minha para não atrapalhar o grupo e o Flamengo. Resolvi me afastar para resolver essa parte pessoal e outras coisas mais. Agradeço aos torcedores que me deram apoio”, acrescentou o atacante, que não pensa em se aposentar, apesar das recentes passagens decepcionantes por Corinthians e Flamengo.

“Ano que vem eu terei um tempo mais para recuperação, uma pré-temporada para me preparar mais, preciso de mais tempo para me recuperar. Espero que eu volte para o Flamengo”, completou o jogador, contratado em agosto, mas que deixou a Gávea sem ter feito nenhuma partida com a equipe oficial.

Embora falasse em atuar depois de um mês da sua chegada, Adriano não retomou sua forma física, depois da segunda cirurgia no Tendão de Aquiles do pé esquerdo. Suas faltas em atividades no clube passaram a incomodar a diretoria, que mostrou através de Zinho sua decepção. O ex-jogador confessou que esperava ter o atacante ao seu lado na terça, para anunciar o fim do contrato.

“Desculpa se eu errei. Todos têm problemas, e eu também tenho os meus. Estou tentando resolvê-los. Não gostaria de continuar faltando aos treinamentos. Em 2013 estarei de volta, se Deus quiser”, afirmou o centroavante, com passagens pela Seleção Brasileira, além de Inter de Milão, Roma, Fiorentina, Parma e São Paulo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade