Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Alonso nega frustração, valoriza vice e sente conquista de respeito

André Sender e Bruno Ceccon São Paulo (SP)

A frustração que Fernando Alonso sentiu ao perder o título de 2010 para o alemão Sebastian Vettel não se repetiu com o novo vice-campeonato, alcançado neste domingo. Após completar o Grande Prêmio do Brasil no segundo lugar, o espanhol da Ferrari valorizou o resultado e disse ter conquistado respeito na Fórmula 1.

“Quando você luta com todo o coração e com todas as forças durante tantos meses sem cometer um erro, deve estar orgulhoso. Não tínhamos o carro mais rápido e foi um milagre chegar até aqui lutando pelo título. Apesar de perder o campeonato, devemos estar orgulhosos. Somos vice-campeões mundiais, algo que nem todos podem dizer”, afirmou.

Para Fernando Alonso, que chegou ao Brasil com 13 pontos de desvantagem em relação a Sebastian Vettel, o título mundial não foi perdido em Interlagos. Após completar a última etapa do campeonato, ele lembrou situações desfavoráveis vividas ao longo da temporada.

“Você perde um campeonato quando o Grosjean passa por cima da sua cabeça (o francês causou um acidente na etapa da Bélgica e tirou Alonso da disputa), quando o Vettel não é punido adequadamente no Japão. Houve algumas situações assim durante todo o campeonato e agora os três pontos fazem falta”, declarou.

Depois das alfinetadas, no entanto, Alonso procurou tratar o revés (281 a 278) com naturalidade. Ainda que não tenha conquistado o título, acumulando o segundo vice-campeonato para o alemão de apenas 25 anos, o espanhol vê um saldo positivo ao final da temporada.

AFP
Ainda que tenha perdido o Mundial para Sebastian Vettel pela segunda vez, Fernando Alonso se disse satisfeito
“O esporte é assim: sempre tem um campeão. Estou na segunda posição em pontos, mas nunca tive o respeito e o carinho de todo mundo na Fórmula 1 como agora. É a primeira vez que pilotos, ex-pilotos, equipes e torcedores concordam que fizemos o melhor campeonato”, teorizou.

Bicampeão com a Renault nas temporadas de 2005 e 2006, Alonso classificou 2012 como o melhor ano de sua carreira. Questionado se sente algum tipo de frustração pelo vice-campeonato em Interlagos, ele comparou a situação com o revés sofrido em 2010.

“Estou muito satisfeito. Foi muito frustrante há 3 anos, porque (o título) estava nas nossas mãos e perdemos. Aqui, é totalmente diferente. Fiz a melhor temporada da minha carreira e estou orgulhoso. Não atingimos os pontos para ganhar o titulo, mas ganhei muita coisa esse ano, principalmente o respeito de todos”, reiterou.

Contratado pela Ferrari em 2010, ele promete entrar com tudo em 2013 para finalmente ser campeão pela escuderia italiana. “Voltaremos da mesma forma, porque mais forte vai ser difícil. Tomara que, com mais sorte, possamos lutar pelo título na próxima temporada”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade